quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Política nacional sobre mudança do clima agora é lei

A lei que institui a política nacional sobre mudança do clima foi sancionada dia 28 de dezembro com vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A política, que foi aprovada pelo Senado em 25 de novembro, fixa em lei o compromisso do Brasil em reduzir, até 2020, as emissões projetadas de gases do efeito estufa, dentro do limite que vai de 36,1% a 38,9%.
Para isso, será publicado um decreto presidencial, em que estarão especificadas as iniciativas que cada setor da economia deverá tomar para que a redução nas emissões de gases do efeito estufa seja alcançada. “Não basta ter metas numéricas, é preciso ter os instrumentos que vão garantir que elas sejam atingidas”, disse o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc.
De acordo com o ministro, dos 10 vetos recomendados pelos ministérios e outros órgãos governamentais envolvidos, o presidente acatou três. Um deles, solicitado pela Advocacia Geral da União, diz respeito à proibição de contingenciamento de recursos para o combate às mudanças climáticas. “Isso vai contra determinação geral da execução orçamentária, e teria que ser feito por uma lei complementar. Uma lei ordinária não pode tratar de contingenciamentos ao orçamento”, explicou Minc.
Outro veto presidencial, proposto pelo Ministério de Minas e Energia, diz respeito à previsão de abandono de fontes fósseis, como o petróleo. “É diferente estimular fontes alternativas e simplesmente abandonar o uso de fontes fósseis”, ponderou Carlos Minc.
O último ponto vetado pelo presidente afeta itens do artigo 10º da lei, especialmente aquele que limita as políticas de estímulo governamentais às usinas hidrelétricas de pequeno porte. De acordo com o ministro, o governo também quer estimular as de médio e grande porte. “O Brasil não pode abrir mão da energia proveniente das usinas hidrelétricas. Mas é preciso fazer com que elas inundem poucas áreas, não criem problemas para os índios e para a biodiversidade”, considerou.
De acordo com o ministro, a determinação do presidente Lula é de que os ministérios comecem a consolidar as contribuições que darão ao texto do decreto presidencial já em janeiro. “Apesar de Copenhague não ter corrido muito bem, nós vamos fazer o dever de casa”, disse se referindo à Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, realizada neste mês em Copenhague (Dinamarca).

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

O axé de Cachoeira no Maranhão

Cachoeiranos que moram em São Luis no Maranhão - como bons filhos da terrinha- carregam consigo todo o axé e alegria da Heróica e Monumento Nacional. Abraços para Luiz Lima e família, Paulinho e Djalma e Ribeiro. Todos no Maranhão e Cachoeira no coração. Paz e Saúde para vocês. Que 2010 seja de muitas realizações.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Já festejamos o Natal. Vem ai o Ano Novo!


O escultor Fory entre Vilma e o economista Júlio Bernardo, nos primeiros momentos da festa de Natal que reuniu dezenas de amigos de verdade e rolou até o amanhecer. Como sempre, o psicólogo Raimundo Oliveira foi o último a sair escoltado pelos primeiros raios de sol da manhã e por um coral mavioso de pássaros. Já estamos preparando a festa de Ano Novo com amigos sinceros e bem distante de peçonhas de serpentários. Sorry, periferia!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

"Ela é uma cadela!"

No último dia 17, os(as) universitários(as) da unidade da FTC em Cachoeira realizaram, à noite, a sua festa de confraternização natalina. Das janelas do prédio colonial onde funciona a unidade de ensino no coração do centro histórico da cidade, escapavam os sons dos batidões e dos pagodes apreciados pelos referidos celebrantes. No portentoso aparelho de som utilizado para animar a tal confraternização, rolava solto o pagodão "Ela é uma cadela" Enquanto isso, no mesmo horário, a Orquestra de Sinos do IAENE apresentava um belíssmo concerto com músicas natalinas nas escadarias do prédio da Câmara de Vereadores. Vez por outra, aparecia em uma das janelas do sobrado, que abriga a Secretaria Municipal de Educação e a FTC, provavelmente-uma universitária- rebolando o traseiro voltado para a praça onde acontecia o concerto. De baixo, os que presenciavam a cena, imaginaram que a dançarina/universitária já deveria estar treinando para "dar a patinha" quando fosse convocada para receber o seu diploma de nível superior. "Ela, ela, ela é uma cadela", repetiam os convivas.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Boas Festas!

Prefeitura vai lançar campanha educativa para limpeza pública


Diariamente, a prefeitura de Cachoeira, cidade histórica Monumento Nacional, distante 110 km de Salvador, no Recôncavo baiano, recolhe 16 toneladas de lixo produzido pelos moradores. O destino do lixo coletado nas portas das residências e dos estabelecimentos comerciais é o aterro sanitário de Muritiba, compartilhado com Cachoeira e outros municípios vizinhos. O serviço municipal de limpeza pública também recolhe, diariamente, 60 toneladas de entulhos depositados em vias públicas pela população.

A prefeitura mantém, ainda, um serviço especial de coleta de lixo hospitalar da Santa Casa de Misericórdia, das clínicas médicas e dos postos de saúde do município na sede e na zona rural. Os dados são da Secretaria Municipal de Obra e Meio Ambiente responsável pela atuação do serviço de limpeza pública, que está preparando uma campanha educativa e de esclarecimento à população sobre o lixo produzido pelos habitantes da cidade, com previsão de lançamento no início do mês de janeiro.

Um dos objetivos da campanha, de acordo com secretário de Obras e Meio Ambiente do município, Edgar Moura, é provocar a conscientização dos moradores sobre os impactos do lixo na cidade, no meio ambiente e a importância da participação da prefeitura e de todos os segmentos da população na manutenção da limpeza pública. A outra meta, ainda segundo o secretário é mostrar para a população, o trabalho diário desenvolvido pela prefeitura para limpar a cidade.


Para recolher o lixo produzido pelos cachoeiranos, a prefeitura conta com uma frota composta por três veículos compactadores, um carro exclusivo para a coleta de lixo hospitalar, além do apoio de caçambas e uma pá carregadeira para o recolhimento de entulhos. Na varrição das ruas trabalham 45 agentes de limpeza pública, nos dois turnos: das 6 às 10h da manhã, e das 14 às 17hs, incluindo domingos e feriados. Atuam na coleta do lixo diariamente 22 funcionários, com os motoristas da frota. Os carros da prefeitura recolhem o lixo duas vezes ao dia em 60% das ruas do centro da cidade. “Ainda assim, há pessoas que depositam o lixo produzido em suas casas fora dos horários da coleta”, observa o secretário Edgar Moura.

A programação de trabalho dos agentes de limpeza pública de Cachoeira inclui também a varrição e a coleta do lixo da área da feira livre diariamente e aos sábados a lavagem de toa área. Às quintas-feiras, os funcionários da limpeza pública lavam o Mercado Municipal. Para o secretário de Obras e Meio Ambiente, a infra-estrutura disponível e o sistema de operacionalização do serviço de limpeza pública do município, são adequados para o número de habitantes da cidade.



Segundo Edgar Moura, a prefeitura não tem economizado esforços para assegurar a limpeza da cidade. Contudo, ele lamenta que uma parte da população ainda não esteja devidamente conscientizada de que limpeza urbana não é só uma tarefa do município. O secretário reclama de ataques de vândalos na destruição de peças importantes para limpeza pública da cidade. Ele cita como exemplo, a destruição de total de 35 caixas plásticas para lixo colocadas em toda extensão da orla fluvial e também na Praça Ubaldino de Assis. “A prefeitura sabe da importância das caixas para a limpeza da cidade, infelizmente, vândalos ainda destroem equipamentos como esses”, assinalou.


O secretário Edgar Moura crê que a campanha educativa massificada, por meio dos veículos de comunicação existentes em Cachoeira, contribua para que haja mais colaboração por parte dos moradores para a manutenção da limpeza pública. “A prefeitura pretende mostrar aos moradores o quanto o lixo é perigoso para a saúde e a qualidade de vida de todos, além dos riscos do manuseio inadequado para o meio ambiente”. O secretário também anunciou que a prefeitura pretende adquirir novas caixas coletoras iguais as que os vândalos destruíram, para serem colocadas em diversos pontos da cidade, além de intensificar a campanha de conscientização de moradores e de comerciantes para os riscos do lixo depositados inadequadamente nas ruas e fora dos horários das coletas.





segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Papai Noel chegou mais cedo em Cachoeira


Cerca de cinco mil crianças viveram ontem um dia de muita festa com a chegada de Papel Noel e a distribuição de presentes promovida pela prefeitura municipal em parceria com empresas e comerciantes. O evento realizado por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, além da distribuição de brinquedos proporcionou às milhares de crianças da sede e da zona rural de Cachoeira uma manhã movimentada com shows e diversas atividades.

Logo cedo, as crianças acompanhadas de pais e respsonsáveis começaram a chegar na Praça Ubaldino de Assis, também conhecida como o Jardim Grande, onde as atividades foram concentradas. A garatoda participou de brincadeiras com monitores do Projovem Adolescente de Cachoeira e do Programa de Erradicação doTrabalho Infantil(PETI). Apresentações de grupos musicais e da recém-criada filarmônica 25 de Junho conribuíram ainda mais para o clima de alegria entre o público presente. Apresentações com o personagem Chales Chaplin e o folguedo Segura a Véia emocionaram a criançada. O salão de penteados afro e de corte de cabelo montado especialmente na área da festa para atedender as crianças foi bastante concorrido.

Com a ajuda voluntários e de funcionários da prefeitura, os brinquedos foram distribuidos em três pontos diferentes: Escola Ana Nery, Escola Montezuma e no Centro de Promoção à Saúde Edgar Teixeira Rocha. Apesar da multidão e da ansiedade das crianças não foram registrados tumultos no momento da entrega dos presentes. O prefeito de Cachoeira, Fernando Antônio da Silva Pereira participou do evento ao lado da primeira-dama Rita de Cássia e de secretaários municipais.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Orquestra de Sinos encerra com chave de ouro o Projeto Concertos Natalinos

(Foto: Filarmônica 25 de Junho)
A Orquestra de Sinos das IANE fechou, ontem à noite, com uma grande apresentação, a programação da 3ª Edição do Projeto Concertos Natalinos da Câmara de Vereadores de Cachoeira.Assim como a Orquestra de Sinos, a Filarmônica 25 de Junho, a mais nova orquestra do Recôncavo, foi responsável por um concerto brilhante na abertura do evento. O coração do centro histórico da Cidade Monumento Nacional bateu mais forte nestes últimos dias com a programação cultural proporcionada pela Câmara de Vereadores, através do Projeto Concertos Natalinos, o projeto que abre espaço para a produção musical de qualidade de Cachoeira. A Câmara Municipal, mais um ano interferiu de forma positiva na cena cultural da cidade, proporcionando um lazer diferenciado com a boa música.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Minerva Cachoeirana


A Filarmônica Minerva Cachoeirana brindou ontem à noite o público do Projeto Concertos Natalinos com a uma apresentação impecável. Com 52 músicos, a tradicional filarmônica foi responsável por um dos grandes momentos desta 3ª Edição do Projeto Concertos Natalinos promovido pela Câmara de Vereadores de Cachoeira. O concerto de abertura foi realizado pela orquestra regida pelo professor Paulo Vítor Mascarenhas que executou clássicos de compositores do século XVII, além das tradicionais composições natalinas.

Orquestra de Sinos do IAENE encerra, hoje, os Concertos Natalinos

A Filarmônica 25 de Junho, a mais nova orquestra do Recôncavo baiano abre, logo mais às 20h, a programação do último dia da 3ª Edição do Projeto Concertos Natalinos. Às 21h, a atração de encerramento do evento será a Orquestra de Sinos do IAENE, sob a regência da professora Míriam.
Orquestra de Sinos-A arte de tocar sinos é conhecida, hoje ,como uma ferramenta excelente para o ensino de música e um instrumento que se aplica muito bem à pequenos grupos. A arte dos sinos está também se espalhando por todo o mundo, e há um interesse crescente em participar de festivais e excursões internacionais.

No Brasil não existem relatos precisos, provavelmente o primeiro grupo de sinos tenha chegado por volta de 1984 na Primeira Igreja Batista de São Paulo. No ano posterior, o missionário Pastor Virgil Fryling trouxe para o colégio EDESSA no Espírito Santo um jogo de Três Oitavas, gravando em 1987 um LP. A influência do Pastor Fryling levou o surgimento de outros grupos como o do IAENE, atual Faculdade Adventista da Bahia, em Cachoeira, Bahia.

O grupo de sinos da Faculdade Adventista é composto por 13 integrantes no grupo jovem e treze integrantes no grupo Teen. O repertório do grupo é bastante eclético, passando por estilos sacro, popular e erudito, além de músicas étnicas. O grupo tem sido bastante ativo na comunidade durante os últimos anos, tocando em eventos culturais como o Dois de Julho promovido pela Secretaria de Cultura de Salvador 2006, em feiras de Saúde na cidade de Cachoeira, em eventos natalinos promovidos pela Câmara de Vereadores deste município e pelas prefeituras de Cruz das Almas, e Feira de Santana bem como em igrejas e escolas diversas e em todo o território nacional.



quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Festa de Natal em Cachoeira

A prefeitura municipal de Cachoeira (distante 110 km de Salvador), por meio da Secretaria de Assistência Social, vai distribuir 12 mil brinquedos para crianças carentes, durante a festa natalina que será realizada no dia 20(domingo) de dezembro, na Praça Ubaldino de Assis (Jardim Grande), a partir das 7h30m Parte dos brinquedos foi doada à prefeitura por empresas. Outra parte foi adquirida pelo município com recursos próprios. Para receber o brinquedo, as crianças terão direito a senhas repassadas pela Secretaria de Assistência Social para instituições sócioeducativas, creches e organizações não - governamentais que assistem crianças carentes.

Diversas atrações vão animar a festa de natal promovida pela prefeitura. O evento contará com a presença de Papai-Noel, palhaços, arte - educadores, além de artistas que se revezarão durante a programação. A programação será aberta, às 7h30mon com exercícios de alongamento e ginástica aeróbica com música. Às 8h, a Filarmônica 25 de Junho composta por crianças carentes do município fará uma apresentação especial com músicas natalinas. Em seguida, será a vez da Orquestra de Violão da Oficina de Música do CRAS Quilombola da comunidade de Santiago do Iguape, na zona rural de Cachoeira.
Para encerrar as atrações musicais subirá ao palco, o grupo de chorinho, Chorões do Recôncavo.

A programação inclui, ainda, performance do cover cachoeirano de Charles Chaplin, show do folguedo Segura a Véia, capoeira, brincadeiras e distribuição de doces. As crianças que comparecerem ao evento, se quiserem, também vão ganhar corte gratuito de cabelos ou que quem quiser poderá também incrementar o visual com penteados étnicos. Os brinquedos serão distribuídos em três postos que irão funcionar nas escolas municipais Ana Néri e Montezuma, e no Centro Municipal de Promoção à Saúde Edgar Teixeira Rocha, todos localizados nas imediações da Praça Ubaldino de Assis, onde as atividades da festa serão centralizadas. Para a realização do evento, a prefeitura montou uma infra-estrutura que conta com o apoio de ações e prepostos de todo as secretarias do município.


Concertos emocionam cachoeiranos

A Sociedade Orpheica Lyra Ceciliana sob a regência do maestro Orlando José Mascarenhas, emocionou o público presente ontem à noite na abertura da programação da 3ª Edição do Projeto Concertos Natalinos da Câmara de Vereadores. Com um repertório diversificado, a Lyra executou músicas populares, clássicos internacionais, composições natalinas e um dobrado composto para filarmônica. A uoutra atração da noite que arrancou aplausos entusiasmados da platéia foi o coral de crianças da Escola de Música Julieta Nonato, do Educandário Paroquial A Jesus por Maria, da diocese de São Cosme e São Damião da Igreja Católica Apostólica Brasileira. Regido pelo professor Paulo Vítor Mascarenhas, o coral executou clásicos natalinos.
Hoje, a programação será retomada a partir das 20h com a apresentação do Sexteto de Madeira, seguido da Filarmônica Minerva Cachoeirana.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

ATOTÔÔÔ


Ontem, foi dia de reverenciar o orixá Obaluaê no Ilê Axé Mecê Alaketu Ogum Onirê, no Portão em Governador Mangabeira. Sob o comando do babá Leomar Rocha, o povo de santo realizou o ritual do Olubajé. Os festejos continuam e se estenderão até o mês de janeiro de 2010.

Crianças de projetos sociais ganham brinquedos e iogurte


A Secretaria de Assistência Social do município de Cachoeira distribuiu nos últimos dias brinquedos e iorgurte para crianças que são assistidas por projetos sociais mantidos por organizações não-governamentais. Ontem, foi a vez das crianças do Projeto de Capoeira Muleki É Tu, do professor Nei Pontão. Ontem, também, receberam as doações, as crianças do Samba de Roda Filhas de Yamim, coordenado pela ialorixá e sambadeira Edinha do Samba. As doações foram entregues pelo assessor da Secretaria de Assistência Social, Jorge Sena.

Carlos Pereira é o novo presidente eleito da Câmara de Vereadores


O vereador Carlos Pereira(PMDB) foi eleito, ontem à noite, presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Cachoeira. para um mandato de um ano 2010/2011. Apenas a chapa encabeçada pelo vereador, que cumpre o seu primeiro mandato, participou do pleito. Sete dos nove vereadores que compõem a Câmara votaram a favor da chapa. Os vereadores Gevaldo Simões e Luis Carlos Monteiro de Freitas votaram contra.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Tato Pereira entrega casas populares em Cachoeira

O prefeito do município de Cachoeira Tato Pereira (PMDB) inaugurou sábado(12, o Condomínio 25 de Junho com 80 unidades habitacionais, no bairro da Rua da Feira, totalmente urbanizado, com iluminação pública, saneamento básico, água encanada e pavimentação das ruas. A prefeitura também entregou os imóveis com as paredes pintadas. As obras foram executadas com recursos próprios do município.

Antes da inauguração do Condomínio 25 de Junho, acompanhado do deputado estadual Nelson Leal, representante do município na Assembléia Legislativa, da presidente da Câmara de Vereadores Angélica Sapucaia da Silva, dos vereadores Wendel Chaves, Carlos Pereira e Maria Lúcia Costa Santos, secretários municipais e lideranças comunitárias, o prefeito entregou as escadarias e as obras de contenção de encostas do Alto do Gravatá, na região do bairro da Rua da Feira.

Ontem também, o prefeito Tato Pereira entregou aos moradores do local conhecido como Baixa da Olaria, a pavimentação de uma rua que ganhou o nome de Yemanjá Ogum-Té, em homenagem ao terreiro de candomblé existente no local fundado pela ialorixá Narcisa Cândida, mais conhecida como Mãe Filhinha. A sacerdotisa de 105 anos de vida participou do ato inaugural demonstrando muita energia e disposição. Após as inaugurações a Filarmônica 25 de Junho, composta por crianças e adolescentes do bairro da Rua da Feira fez uma apresentação, seguida de show com cantor Nenho e o Grupo Jeito de Amar.

domingo, 13 de dezembro de 2009

Lideranças comunitárias participam de sorteios de obras públicas em Cachoeira

Representantes das comunidades rurais de Cachoeira (distante 110 km de Salvador) e da sede do município participaram de sorteio para a realização pela prefeitura de obras públicas, a partir do próximo ano. Cerca de 300 pessoas compareceram ao encontro promovido pela prefeitura no Convento do Carmo no último sábado (12). A reunião encerrou um processo de mobilizações populares realizadas pelo prefeito Tato Pereira (PMDB) em todas as localidades de Cachoeira, ao longo dos últimos meses, onde os próprios moradores elegeram as obras prioritárias para suas respectivas comunidades.

As obras apontadas pelos moradores para serem executadas pela prefeitura de Cachoeira, serão realizadas durante todo o período de administração da atual gestão, obedecendo à ordem do sorteio, conforme foi definido e aprovado em reuniões comunitárias. A primeira obra sorteada foi a construção de um posto de saúde na localidade da Lagoa Encantada, dada como prioridade pelos habitantes do povoado.

“Com a realização desse sorteio, a gestão municipal de Cachoeira, inaugurou um modelo inovador de governar, com a oportunidade da participação democrática de todos os segmentos da população que tiveram a oportunidade de dizer ao poder público quais são as prioridades de suas comunidades”, destacou em seu discurso, o prefeito Tato Pereira. Ele ainda citou as intervenções que a prefeitura realizou este ano nos bairros e nas localidades da zona rural, reivindicadas pela população. Além de obras e serviços, o prefeito lembrou que a prefeitura também atendeu a reivindicação das comunidades que não contavam com um serviço de ambulância no sistema de saúde, adquirindo novos veículos.


Ainda em seu discurso Tato Pereira disse que apesar da crise financeira que os municípios brasileiros enfrentam, “a prefeitura de Cachoeira tem envidado esforços para honrar os seus compromissos como o pagamento em dia de fornecedores e da folha dos servidores e continuar trabalhando para atender às necessidades da população”. Presente à reunião o deputado estadual Nelson Leal, representante do município de Cachoeira na Assembleia Legislativa, elogiou a iniciativa do prefeito Tato Pereira de mobilizar a população para definir quais devem ser as obras executadas pela prefeitura nas comunidades. ”Esse o verdadeiro exercício do orçamento participativo sendo praticado pelos cachoeiranos”, enfatizou Leal.

O evento contou com as presenças das lideranças eleitas pelas comunidades para representá-las junto à administração municipal, com o vice-prefeito Wilson Souza do Lago, a presidente da Câmara de Vereradores, Angélica sapucia da Silva, os vereadores Carlos Pereira, Wendel Chaves e Maria Lúcia Costa Santos, além de secretários e assessores municipais, além lideranças políticas locais.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Concertos Natalinos movimentam Cachoeira

Cachoeira, Monumento Nacional, do Recôncavo baiano (distante 110 km de Salvador), será palco, a partir de terça-feira, 15, de uma série de concertos promovidos pela Câmara de Vereadores, através do Projeto Câmara Cultural - Concertos Natalinos. Durante três dias (15, 16 e 17), a música vai dominar o cenário cultural do centro histórico da cidade com a realização de concertos na área externa do prédio da Câmara e Cadeia, situado na Praça da Aclamação. As apresentações terão início às 20h todos os dias da programação.

O evento que está na sua terceira edição proporciona gratuitamente ao público local e aos visitantes, uma programação diferenciada e de qualidade, com a valorização do trabalho musical desenvolvido por musicistas que atuam na comunidade. Estão previstas duas atrações por dia. A Orquestra de Sinos do IAENE (Instituto Adventista de Ensino do Nordeste) será uma das atrações que vão abrilhantar esta terceira edição do Projeto Concertos Natalinos.

Na abertura, terça-feira, 15, às 20h irá se apresentar, o Coral Infantil, da Escola de Música Julieta Nonato, mantida pelas obras sociais da Paróquia de São Cosme e São Damião da Igreja Católica Apostólica Brasileira, seguida da Filarmônica Lyra Ceciliana. Na quarta-feira, segundo dia do evento, às 20h, está prevista a apresentação do Sexteto de Madeira. Em seguida, será a vez de a Sociedade Lítero Musical fazer a sua apresentação.


A novidade do encerramento dos Concertos Natalinos será, a presença na da Filarmônica 25 de Junho, na programação, a mais nova orquestra do estado da Bahia, composta por jovens carentes moradores de bairros populares de Cachoeira. A 25 de Junho será a primeira atração da terceira e última noite da programação que será oficialmente encerrada com um concerto da Orquestra de Sinos do IAENE, às 21h.


Fotos: Alzira Costa/Divulgação


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Mamografia digital na Santa Casa de São Félix


A Santa Casa de Misericórdia de São Félix, no Recôncavo baiano (distante 110 km da de Salvador) amplia o seu centro de diagnose por imagem, considerado um dos mais modernos do estado da Bahia, com a implantação do novo sistema de mamografia digital. A avançada tecnologia oferece vantagens como maior velocidade na realização do exame e melhor qualidade na imagem, particularmente quando as mamas são densas, ou seja, têm predomínio do tecido glandular. O recurso que já está sendo utilizado no laboratório de imagens da unidade de saúde contribui com precisão do diagnóstico. “A mamografia é um procedimento importante na detecção precoce do câncer de mama na fase em que é mais fácil de ser tratado e curado”, explica o diretor-médico da Santa Casa, Odilon Cunha Rocha. No exame digital, a imagem é gerada com o auxílio de um computador. Com as imagens armazenadas em arquivos. Outro benefício do uso dessa avançada tecnologia é a redução da necessidade de reconvocação de pacientes para obter imagens complementares, situação que ocorre em casos em que há dúvida diagnóstica.
A implantação do sistema de mamografia digital é avaliada pelo administrador hospitalar da Santa Casa, Pedro Almeida Rocha, como um dos mais importantes investimentos da instituição em 2009. “A Santa Casa está consolidando o projeto de oferecer aos habitantes de São Félix, municípios do Recôncavo e de outras regiões do estado, serviços especializados e exames com equipamentos construídos com tecnologia de ponta, sem que as pessoas precisem se deslocar para a capital”, frisou o administrador hospitalar. Pedro Rocha disse que o mamógrafo digital adquirido pela Santa Casa faz parte de um conjunto de ações implementadas durante este ano para melhorar a qualidade dos serviços oferecidos. .Ele relaciona os novos equipamentos que também foram adquiridos pela instituição a exemplo do tomógrafo e do raio X digital, além do mamógrafo.

Mamografia Digital A mamografia digital se assemelha a convencional por usar raios X na produção das imagens, porém o sistema é equipado com receptor digital e um computador ao invés de um filme cassete. Na mamografia convencional as imagens são gravadas em filme. O filme é revisado pelo radiologista no negastoscópio. Com mamografia digital, a imagem mamográfica é capturada por um detector eletrônico especial de raios X o qual converte a imagem numa foto digital e pode ser revisado no monitor do computador. O radiologista pode alterar a magnificação, orientação, brilho, contraste através do computador para verificar melhor áreas da mama.
A mamografia convencional demora de 30 minutos a uma hora para a obtenção do diagnóstico. Quando a imagem não é satisfatória o exame tem que ser refeito e a mulher expor-se a nova carga de radiação. Na mamografia digital os procedimentos são os mesmos, a mulher fica de pé, a pressão sobre o seio continua e segundo os médicos necessária para a superposição de tecidos e descobrir nódulos minúsculos e, em seguida um dispositivo eletrônico grava as imagens geradas pelo raio X, apenas 15 segundos após a exposição.
Os procedimentos são mais rápidos e a paciente recebe menor dose de raios X com maior qualidade diagnóstica, com menor número de repetições de exposições durante um exame.
Esta tecnologia permite que o resultado e as imagens sejam enviadas via Internet para qualquer parte do mundo.


A importância do exame - A mamografia é o exame mais eficaz na detecção de tumores da mama na fase inicial de crescimento. Os tumores pequenos, que não são palpáveis na época do diagnóstico, têm chance de cura acima de 95% e são passíveis de tratamentos menos agressivos. A realização de mamografias anuais, a partir dos 40 anos, já demonstrou, em vários estudos, ser capaz de reduzir a taxa de mortalidade por câncer de mama entre 25% e 40%. Nesse exame, é investigada a presença de lesões muito pequenas, de poucos milímetros, na maior parte das vezes detectada apenas com técnicas especiais de exame, uso de lupa e análise acurada.




segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Fotógrafo do jornal A Tarde denuncia agressão de PMs em manifestação



O repórter fotográfico Lúcio Távora, do jornal A Tarde, de Salvador, diz ter sido agredido por policiais militares no último sábado (5), enquanto cobria manifestação de cerca de 50 estudantes que tentavam realizar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) na Faculdade Visconde Cairu. Segundo Távora, ao tentar realizar imagens do protesto, policias o teriam empurrado, imobilizado e apreendido sua câmera.

No local, os policiais disseram ao repórter que não poderia ser realizado imagens do fato. "Mas eu estou trabalhando", teria dito o fotógrafo aos PMs. Em seguida, houve discussão por alguns minutos, até a apreensão do equipamento de fotografia.

Na ocasião, segundo informa o jornal A Tarde, um dos policiais teria afirmado que poderia agredir Távora "para mostrar como é que se bate". Um soldado chegou a dar voz de prisão ao repórter fotográfico, mas em seguida disse que o profissional estava sendo "convidado" a registrar o fato na delegacia, para onde foi levado em viatura policial, sem algemas.

"Os policiais militares fizeram uso excessivo da força. Não há como justificarem o fato de tomarem a máquina de Lúcio", afirmou o repórter Flávio Costa, que acompanhava o fotógrafo no dia do incidente.

O comandante da 31ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), Major Jorge Lemos, vai abrir sindicância para apurar o fato. Segundo ele, os policiais da região temem serem reconhecidos por criminosos, após a explosão do módulo da companhia, ocorrido há aproximadamente dois meses.(Portal Imprensa)

sábado, 5 de dezembro de 2009

Gêge Nagô vai participar da VIII Feira Preta Cultural em Sampa

O Grupo Gêge Nagô de Cachoeira, da cidade histórica e Monumento Nacional, distante 110 km de Salvador, no Recôncavo baiano, estará se apresentando na VIII Edição da Feira Preta Cultural que acontece no dia 13 de dezembro, no Anhembi em São Paulo. O evento que reúne diversas manifestações culturais brasileiras é promovido pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. O grupo Gêge Nagô participa com o apoio do Ministério da Cultura. Na capital paulista, o Gêge Nagô também fará um show no espaço cultural do Instituto Identidade Brasil, no dia 12 de dezembro.
O Gêge - Foi em meio aos ritmos da Irmandade da Boa Morte e dos ritos, sabores e odores que emanam da velha Cachoeira histórica que surgiu o Gêge Nagô. Herdeiros da tradição africana percorrem o caminho da musicalidade dos lendários e saudosos Tincõas que entre as décadas de sessenta e oitenta, foram responsáveis por uma das mais originais produções sonoras, fruto da música colhida nos coros da Igreja Matriz e nos cânticos dos terreiros de candomblé.
Um coral africano. É com esse estilo que se assemelha o grupo Gêge Nagô, que recria o estilo musical afrobarroco, difundido por Mateus Aleluia, ex-integrante dos Tincoãs. O seu primeiro CD (Gêge Nagô – Musiroots) traduz os cantos e ritmos das senzalas em seus momentos de folguedo (sambas-de-roda) e também em seus momentos ritualísticos (candomblé), deixando à mostra os cantos oriundos do compêndio de música católica e do popular domínio cristão, pondo dentro do entendimento espontâneo sacro profano popular da Bahia, todo um sincretismo cultural religioso, revelado de maneira brilhante em suas músicas.
O Grupo Gêge Nagô, que em cinco anos de existência tem um vasto currículo de apresentações em eventos culturais, tradicionais e religiosos tanto em sua cidade de origem como em todo território brasileiro, já tem proposta de show fora do país: comporá a delegação baiana no III Festival Mundial de Artes Negras em Dakar, no Senegal, de onde segue em turnê africana com o show “Origens”. Depois de abrir o 2º Fórum Caravana do Esporte e da Música ESPN, em Aracaju, no último dia 6, participou Dia da Consciência Negra, no Largo do Pelourinho em Salvador e se prepara para estar novamente no Carnaval de Salvador, desta vez num trio com convidados.

I Conferência da Cidade nos dias 10 e 11 de dezembro


Será realizada nos dias 10 e 11 de dezembro, no auditório da Fundação Hansen Bahia, Rua 13 de Maio, atrás da igreja matriz, a I Conferência da Cidade de Cachoeira. Tendo como tema “Cidades para Todos com Gestão Democrática, Participativa e Controle Social” e o lema “Avanços, Dificuldades e Desafios da Implementação da Política de Desenvolvimento Urbano”, evento também servirá para a escolha de delegados para a Conferência Estadual das Cidades, além da eleição dos membros do Conselho Municipal.
No dia 10 (quinta-feira), a partir das 7h30min, terá início o cadastramento dos participantes da conferência. A abertura oficial está prevista para às 9 com a presença de autoridades e representantes da sociedade civil organizada. Em seguida, começam as atividades com palestra seguida de debates. Ainda na parte da manhã, também será proferida outra palestra e debates. A leitura do regimento da Conferência e Trabalho com os Grupos Temáticos encerram as atividades do primeiro dia, na parte da tarde.

Na sexta-feira, dia 11, os trabalhos serão retomados a partir das 8h com a leitura das propostas dos Grupos Temáticos e Eleição do Conselho Municipal e dos Delegados para a Conferência estadual das Cidades. Participam da Conferência, representantes do Poder Público - gestores, administradores públicos e legislativos federais, estaduais, distritais e municipais; membros de movimentos populares;trabalhadores representados pro suas entidades sindicais;empresários; entidades profissionais acadêmicas e de pesquisa e organizações não governamentais.


.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

As águas de Oxalá


O ritual das águas de Oxalá abre, nesta sexta-feira,4, o calendário de festas e louvores aos orixás no Ilê Axé Mece Alaketu Ogum Onirê, no bairro do Portão em Governador Mangabeira. A festa pública terá inicio às 21h.

Hoje Dia de Santa Bárbara


Os católicos celebram hoje, o dia de Santa Bárbara, a jovem mártir que foi castigada pelo seu próprio pai por ter se convertido ao cristianismo. A santa é sincretizada pelo povo de santo como Iansã, a rainha dos raios, dos ventos e dos trovões. Hoje é dia de vestir vermelho e pedir bênçãos e graças para Santa Bárbara/Iansã. Em Cachoeira tem missa na capela da Santa Casa, às 18h, e depois procissão. Tem distribuição de caruru na praça para homenagear a santa guerreira.
"Ê ê ê epa, Oiá ô.
GrandeMãe.
Iá ô.
Beleza preta
No ventre do vento.
Dona do vento que desgrenha as brenhas
Dona do vento que desperta os campos
Dona da minha cabeça
Amor de Xangô
Duzentas e uma esposas
O seu mado dormia.
Oiá é a favorita.
Um dia de guerra bastou
Para a sua glória.
Orixá que abraçou seu amor terra adentro".(Antônio Risério)

Esta oração foi traduzida do iorubá para o português pelo escritor, poeta e pensador baiano Antônio Risério. Graças a sensibilidade e genorosidade da carioca Maria Hilza, estamos distribuindo cópias para as pessoas de oiá(iansã na nação jeje).
Muito axé para Maria Hilza lá na Rio de Janeiro.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Tato Pereira participa das homenagens Cônego Hélio Vilas Boas


Em nome da população de Cachoeira, o prefeito Tato Pereira, fez a entrega de uma placa comemorativa ao pároco de Cachoeira, cônego Hélio Leal Vilas Boas, em homenagem ao seu Jubileu Sarcedotal. Com a igreja de Nossa Senhora da Conceição do Monte completamente lotada, foi celebrado ontem à noite, o Jubileu de Prata Sacerdotal do religioso. A solenidade contou com a participação de Dom Geraldo Magela, de padres de diversas paróquias e de diversas autoridades. Entre os presentes estavam o juiz de direto Alberto Raimundo Gomes dos Santos e sua esposa. Após a celeração, a Filarmônica Lyra Ceciliana fez um concerto na Praça Maestro Tranquilino Bastos, ao lado da igreja, onde também foi servido um coquetel para todos os presentes.

Câmara presta homenagem ao Cônego Hélio


A presidente da Câmara de Vereadores de Cachoeira, Angélica Sapucaia da Silva entregou em nome dos representantes do Poder Legislativo Municipal de Cachoeira, entregou uma placa cônego Hélio Cezar Leal Vilas-Boas, comemorativa ao 25 de seu sarcedócio. Participaram do ato, além de Angélica Sapucaia, os vereadores Jos~e Carlos Matos Silva e Maria Lúcia Costa Santos.

Cachoeiranos festejam o Jubileu de Prata Sacerdotal do Cônego Hélio Villas Boas


O Cônego Hélio e Dom Geraldo Magella na celebração dos 25 anos de sacerdócio do pároco de Cachoeira, ontem à oite na Igreja de Nossa Senhora da Conceição do Monte.

Flashs da Celebração Jubilar






quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Jornalistas brasileiros conseguem mais uma vitória


A Luta pela regulamentaçao da profissão continua


Jornalistas brasileiros conseguem mais uma vitória rumo ao restabelecimento da exigência do diploma. A PEC que tramita no Senado acaba de ser aprovada na CCJC do Senado. Senadores Demóstenes Torres (GO) e Antônio Carlos Júnior (BA), ambos do DEM, votaram contra.

CineCaos apresenta O cinema novo & o novo cinema na Bahia

Você que gosta de ver, ouvir e falar de cinema chegou um momento importante para isso. O CineCaos, percebendo que as cidades do recôncavo baiano têm, por si só, uma efervescência cultural múltipla e que perambula pelas ladeiras, becos e ruas coloridas, promoverá o I ciclo de debates com o tema O cinema novo & o novo cinema na Bahia. O evento acontecerá entre os dias 10 e 12 de dezembro, nas cidades da Cachoeira e São Félix.

O I ciclo do CineCaos tem como objetivos discutir as diversas linguagens e expressões do cinema, assim como as atuais políticas do audiovisual e a nova produção baiana cinematográfica. Além disso, refletir sobre as relações entre o cinema e a história e tornar acessível para o público a nova produção cinematográfica baiana, através de exibições de curtas com a presença dos diretores. O evento contará também com a presença de alguns especialistas de várias partes do país.

A universidade sendo formada e as cidades sendo transformadas. Tudo isso ao mesmo tempo. Ainda que sejam “diferentes”, elas se encontram num espaço e num tempo social e é impossível negar que a relação entre a universidade e as cidades não exerçam influência uma sobre a outra. A partir daí, criou-se o CineCaos, cineclube idealizado e construído por alguns estudantes da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, sob a coordenação do professor da instituição Nuno Gonçalves. “Cultura, Arte, Orgia e Sinergia” dão origem à sigla do cineclube que tem por finalidade primeira debater diversos temas utilizando o audiovisual como recurso. Com esse intuito, é que resolveram promover o ciclo para discutir a linguagem cinematográfica a partir de palestras, debates e exibição de filmes.

“Com esse evento, acreditamos tornar acessível à população um momento cultural, além de contribuir com os papéis sociais da universidade, que propõe, em sua relação com a região, o desenvolvimento social da mesma”, conclui Maíra Castanheiro, estudante de História da UFRB e organizadora do Ciclo.

O evento conta com o apoio e parceria da Proext/CAHL/UFRB, do Centro Cultural Dannemann, do Pouso da Palavra, do Restaurante Macktub e da Pousada Paraguassú.

Estudantes da UFRB lançam Campanha de Revitalização do Lar dos Idosos

Devido à grandes dificuldades por que passa O Lar dos Idosos de Cruz das Almas, um grupo de estudantes da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia), resolveu desenvolver Campanhas para assistência do Lar dos Idosos.

A primeira campanha é “Adote um idoso”. Os estudantes criaram um site HTTP://laridosocruz.wordpress.com

O site será usado para cadastrar pessoas que possam doar fraldas geriátricas, uma grande necessidade do público idoso e mais, visitar os velhinhos, muitos, abandonados pelas famílias .

O site também vai divulgar a história da instituição e os serviços prestados por ela, que boa parte da população não conhece, como lavanderia e laboratório de análises.


A segunda campanha dos estudantes da UFRB é pela construção da Farmácia básica do Lar, com os medicamentos utilizados pelos idosos. Eles pretendem sensibilizar a prefeitura, médicos, representantes comerciais de medicamentos.

Atualmente O Lar dos Idosos, oferece a comunidade cruzalmense o serviço de lavanderia, com alta qualidade e tecnologia. Com máquinas industriais, secadoras calandras, funcionários treinados e produtos específicos, a “Lavanderia do Lar”, lava, passa e esteriliza as roupa e realiza a coleta em domicílio. Outro serviço prestado pelo Lar dos Idosos é o Laboratório de análises clínicas, construído através de uma parceria com o Grupo Maria Milza. Além de atender as demandas da sociedade à um custo mais baixo, o laboratório realiza o atendimento aos próprios idosos da instituição.

Na campanha os estudantes querem sensibilizar a comunidade de Cruz para utilizar os serviços, pois além de qualidade garantida, ajudará na qualidade de vida de 36 idosos.

Os estudantes são do curso de Gestão de Cooperativas e as campanhas fazem parte da disciplina de Comunicação em Organizações Sociais. As campanhas, sites e folhetos que eles vão desenvolver faz parte do plano de gestão da comunicação.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Santa Casa de Cachoeira festeja Santa Bárbara

Seguindo a tradição, a Irmandade de Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira promove na próxima sexta-feira, 4 de dezembro, festejos em louvor à Santa Bárbara. Como ocorre há vários anos, a programação começa às 6h com uma alvorada festiva de fogos de artifícios. Às 18 horas, capelão da Santa Casa e vigário paroquiano, Cid José da Cruz celebra missa em louvor à santa, na Capela São João de Deus. Após a missa, os devotos participam da procissão com a imagem de Santa Bárbara. O cortejo religioso será acompanhado das filarmônicas Lyra Ceciliana e Minerva Cachoeirana. Ainda como parte da devoção, será acesa a fogueira de Santa Bárbara em frente a capela São João de Deus

domingo, 29 de novembro de 2009

Rua ganha nome de orixá em Cachoeira


A prefeitura de Cachoeira vai homenagear a ialorixá Narcisa Cândida, conhecida como Mãe Filhinha, denominando a rua da Baixa da Olaria, calçada pela atual gestão municipal, Iemanjá Ogum-Té, orixá da cabeça da sacerdotisa. A obra será entregue aos moraodres no próximo dia 12 de dezembro, às 21 horas, pelo prefeito Tato Pereira.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Após denúncia, CAR adota providências para consertar sistema de abastecimento de água da Murutuba

(Foto do que restou do tanque da obra sonrisal)
Somente após a divulgação nos principais veículos de comunicação do estado(sites e jornais impressos), a CAR- Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional, adotou providências para consertar o sistema de abastecimento de água da Murutuba, na zona rural de Cachoeira. O sistema entrou em colapso após a queda do tanque de fibra de 20 mil litros, no último 26 de outubro. Ontem, chegou um novo tanque que deverá ser instalado para normalizar, em breve, o serviço de abastecimento daquela localidade.
Para os cachoeiranos ainda restam algumas indagações sobre o processo que culminou com a construção da obra já batizada pelo imaginário popular como "obra sonrisal" ou aquela que se desmancha por ter sido mal feita. Pelo menos até agora, um dirigente da CAR em Feira de Santana, declarou a um programa matutino de rádio de Cachoeira que a culpa pelo acidente que prejudicou o serviço de abastecimento de água da Murutuba, seria da nebulosa e alaranjada gata "vencedora" da licitação para a execução do projeto. A quem pertence mesmo a tal gata que faz obra sonrisal com o dinheiro do povo? Perguntar não ofende. É provável que a tal gata esteja também miando em outros canteiros regados pelo dinheiro público à sombra das vistas grossas de interesses políticos prejudiciais aos interesses do conjunto da sociedade.

Tato Pereira inaugura novas obras

O prefeito Tato Pereira(PMDB), do município de Cachoeira, vai inaugurar novas no dia 12 de dezembro(sábado). Ele entregará aos moradores do Loteamento 25 de Junho, na Baixa da Olaria, as obras de infra-estrutura executadas pela prefeitura municipal. A prefeitura pavimentou todas as ruas do loteamento de casas populares, além da pintura das unidades habitacionais. Ainda na Baixa da Olaria, o prefeito Tato Pereira irá inaugurar a pavimentação da rua denominada pelos moradores como Nova Exu que será identificada com um novo nome, também por sugestão de moradores.
Para marcar a entrega das obras que vão benefíciar mais de 100 famílias, a prefeitura preparou uma programação cultural que inclui concerto da Filarmônica 25 de Junho, composta por jovens carentes residentes nos bairros da Rua da Feira, Virador, Tres Riachos, Cucui de São Cosme e São Damião e Cucuí de Caboclo, além do show do artista Nenho e o Grupo Jeito de Amar. A programação ccomeça às 20 horas.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Homenagem à Oyá e Oxum


O Terreiro Guarany de Oxossi, zelado por Mãe Madalena, no Alto Rosarinho, promove festas paa homenagear Oyá e Oxum. Dia 5 de dezembro, às 21h, festa para Mãe Oyá, e no dia dia 12, a festa será dedicada à Mãe Aybás.

Calendário do axé em Muritiba

A Sociedade Beneficente Cultural religiosa Sâo Jerônimo instituída no Ilê Axé Oba Nijo Omin, convida para suas festividades com a seguinte programação: Dia5 de dezembro- Obrigação de Oxossi com Dékar de Mãe Vaninha, e confirmação do Ogam Michel. Dia 12: Obrigaçõesde Oxum do Babalorixá Arlindo de Xangô, de ebome e ekede. Dia 13-Feijoada de Ogum. Dia 19-Obrigação de Iemanjá e Oxalá. Dia 20- Presente das águas com cortejo saindo do próprio terreiro às 5h.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

25 anos de Sacerdócio do cônego Hélio Vilas - Boas

A comunidade católica cachoeirana prepara-se para celebrar, o Jubileu de Prata Sacerdotal do cônego Hélio Cezar Leal Vilas- Boas, pároco de Cachoeira. As celebrações jubilares acontecerão nos dias 2 e 5 de dezembro. No dia 2, a celebração será na Igreja de Nossa Senhora da Conceição do Monte, às 19h30min. No dia 5 está prevista para às 10h, na Igreja do Carmo.

1ª Conferência Municipal de Cachoeira

Será realizada hoje, às 19h na Câmara de Vereadores de Cachoeira, reunião para a criação da Comisão Preparatória da 1ª Conferência Municipal de Cachoeira.

domingo, 22 de novembro de 2009

Casa do Samba de Dona Dalva


Será inaugurada logo mais, às 10 horas, a Casa do Samba de Roda de Dona Dalva, localizada na Rua Ana Nery,19, Centro Histórico de Cachoeira. O ato inaugural será precedido de cortejo de baianas que sairá do Largo da Igreja de Nossa Senhora da Conceição do Monte. Vida longa para mais este novo e importante espaço cultural da Cidade Heróica e Monumento Nacional.

Recordar é viver


A nossa querida amiga Bia, grande incentivadora da cultura na vizinha São Félix, no enviou esta preciosidade. Trata-se do registro da extinta Banda Cuba Jazz, que nos anos 60 e 70, muito animou o povo do Recôncavo. Composta por músicos de Cachoeira, São Félix, banda marcou a história da cultural destas duas cidades.

Lavagem da festa de Santa Bárbara em São Félix

São Félix está em festa, hoje, com a realização da lavagem da Festa de Santa Bárbara. Os organizadores do evento prometem resgatar manifestações populares tradicionais vinculadas ao festejo que estavam desaparecendo. O evento tem o apoio da prefeitura municipal de São Félix.

Festa de Santa Cecília

A Irmandade de Nossa Senhora da Conceição do Monte celebra, hoje, o Dia de Santa Cecília, padroeira dos músicos. A programação inclui missa festiva procissão e um concerto com musical às 16h com peças do século IX de autoria desconhecida localizadas na igreja do de Nossa Senhora da Conceição do Monte por pesquisadoras do Grupo Pracatum.

sábado, 21 de novembro de 2009

Festas do Ilê Axé Mece Alaketu Ogum Onirê

Dia 04 de dezembro 2009 - Águas de Oxalá

Dia 06 de dezembro 2009 - Oxoguian (Pilão de Oxalá)

Dia 13 de dezembro 2009 - Oxalufan (Oxalá)

Dia 14 de dezembro 2009 - Obaluaiê (Olubajé)

Dia 20 de dezembro 2009 - Iabás

Dia 03 de janeiro 2010 - Oxossi

Dia 10 de janeiro 2010 - Ogum

Dia 11 de janeiro 2010 - Mandu (Cozido de Ogum)

Dia 14 de janeiro 2010 – Ipeté de Oxum

OLORUN MODUPÉ

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Câmara de Cachoeira celebra o Dia Nacional da Consciência Negra




Para marcar o Dia Nacional da Consciência Negra, a Câmara de Vereadores de Cachoeira, cidade histórica do Recôncavo baiano, distante 110 km de Salvador, promove, sexta-feira, 20 de novembro, sessão especial tendo como palestrante convidada, a doutora em Educação, Fátima Aparecia Silva que falará sobre as mobilizações sociais e políticas dos negros na sociedade brasileira.

A Câmara de Vereadores também vai homenagear o ativista político Pedro Erivaldo Francisco, a yalorixá Nilta Dias da Conceição e a educadora e líder comunitária quilombola Juvani Néri Viana Jovelino, em reconhecimento a atuação dos três, em defesa das políticas afirmativas e inclusão social, respeito à liberdade religiosa e valorização cultura e identidade do negro na sociedade cachoeirana.

Ainda como parte das comemorações do Dia Nacional da Consciência Negra, a Câmara de Vereadores organizou um festival de arte e cultura, que inclui a mostra fotográfica Acontece que São Cachoeiranos, de Alzira Costa, com o registro de imagens de pessoas negras da comunidade em diversos momentos de suas vidas. Consta da programação, uma exposição com obras de artistas negros cachoeiranos, a exemplo do escultor Fory que tem suas obras espalhadas por vários países, além de apresentações de capoeira e samba de roda.(Foto: Povo de Santo)

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Obra da CAR não durou três meses


Moradores do povoado da Murutuba, na zona rural do município de Cachoeira (distante 110 km de Salvador), estão enfrentando problemas para abastecer suas casas com água. O reservatório de fibra do recém-inaugurado sistema de abastecimento construído pelo governo do estado, por meio da CAR - Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional partiu-se em pedaços e, por pouco, não provocou um grave acidente com vítimas. O incidente ocorreu no dia 26 do mês passado e, segundo moradores, até o momento não houve nenhuma iniciativa por parte dos responsáveis pela construção da obra para solucionar o problema que está prejudicando um grande número de famílias daquela comunidade.

O serviço de abastecimento de água foi implantado na Murutuba, através de convênio firmado pela CAR com a Associação de Moradores local, responsável pelo funcionamento e manutenção do sistema. A obra afetada pela destruição do reservatório foi construída para ampliar a oferta de água aos moradores da Murutuba, que já contavam com um serviço de abastecimento funcionando apenas com um tanque de 20 mil litros. Com o novo projeto, o sistema ampliou a capacidade para um total 40 mil litros com a integração do tanque destruído que armazenava 20 mil litros de água. O sistema leva água encanada para as residências de 230 famílias. Cada família beneficiada com fornecimento domiciliar de água paga uma taxa no valor de R$ 10 mensais.

Desde o incidente, parte dos moradores beneficiados enfrenta problemas para abastecer suas casas. Antônio Rodrigo Santos Matos, de 40 anos de idade, é membro da Associação de Moradores da Murutuba e trabalha na operação do sistema de abastecimento de água. Ele conta que para minimizar a falta de água nas casas, fez ligação direta da bomba para a tubulação das residências. “Eu dei um jeitinho, que não resolve o problema, com o sistema funcionando precariamente, a água está sendo liberada em dias alternados e não atende a todas as casas que tem ligação domiciliar”. Ainda segundo ele, as casas mais afetadas com o problema estão situadas no local conhecido como Tabuleiro da Murutuba.

Antônio Rodrigo lembra que no dia do incidente, encontrava-se dentro da casa bombas do sistema de abastecimento de água, quando ouviu o estrondo do tanque que estava cheio de água. “Foi um barulho muito forte e tudo foi muito rápido”, disse ele. Partes do reservatório continuam sobre a estrutura de cimento armado construída para sustentá-lo. Outros pedaços foram parar no terreno de uma propriedade há mais de dez metros. “Eu tive muita sorte e Deus ajudou que não havia ninguém trabalhando na roça ao lado quando o tanque se rompeu”. O operador informou que a obra foi executada pela construtora S. Guimarães, de Cachoeira, cujo endereço ele não soube informar.


Ainda conforme Antônio Rodrigo, a Associação de Moradores da Murutuba ainda não sabe o que de fato provocou a destruição do reservatório. “Aqui veio um técnico da fábrica do reservatório, para nós, ele disse que o problema foi causado por defeito na instalação inadequada do equipamento. Já o empreiteiro que fez a obra, comentou que a culpa é do projeto da CAR. A comunidade que saber a verdade e principalmente que o sistema seja logo consertado,” frisou.

III Fórum da Igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo

O III Fórum de Igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo acontece nas quatro cidades em que a Federal do Recôncavo tem Campi: Amargosa, Cachoeira, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus. O interior baiano vivenciará o Fórum 20 de Novembro foi institucionalizado e normatizado pela UFRB, numa iniciativa do Reitor Paulo Gabriel Nacif, em 2006, para mobilizar a comunidade universitária e a população local a repensar questões afirmativas para os afro-descendentes.

Há três anos o Fórum é organizado pela Pró-reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis – PROPAAE, em conjunto com os Centros de Ensino. Em cada Centro a programação é extensa: palestras, filmes, discussões, exposições de fotos, debates: O povo negro é afirmado e reafirmado em sua cultura e sua história, celebrado em sua beleza, e ainda tem suas temáticas discutidas, institucionalmente, pela Federal do Recôncavo.

Gegê Nagô vai fazer show na África

Foi em meio aos ritmos da Irmandade da Boa Morte e dos ritos, sabores e odores que emanam da velha Cachoeira histórica que surgiu o Gêge Nagô. Herdeiros da tradição africana percorrem o caminho da musicalidade dos lendários e saudosos Tincõas que entre as décadas de sessenta e oitenta, foram responsáveis por uma das mais originais produções sonoras, fruto da música colhida nos coros da Igreja Matriz e nos cânticos dos terreiros de candomblé.

Um coral africano. É com esse estilo que se assemelha o grupo Gêge Nagô, que recria o estilo musical afrobarroco, difundido por Mateus Aleluia, ex-integrante dos Tincoãs. O seu primeiro CD (Gêge Nagô – Musiroots) traduz os cantos e ritmos das senzalas em seus momentos de folguedo (sambas-de-roda) e também em seus momentos ritualísticos (candomblé), deixando à mostra os cantos oriundos do compêndio de música católica e do popular domínio cristão, pondo dentro do entendimento espontâneo sacro profano popular da Bahia, todo um sincretismo cultural religioso, revelado de maneira brilhante em suas músicas.

O Grupo Gêge Nagô, que em cinco anos de existência tem um vasto currículo de apresentações em eventos culturais, tradicionais e religiosos tanto em sua cidade de origem como em todo território brasileiro, já tem proposta de show fora do país: comporá a delegação baiana no III Festival Mundial de Artes Negras em Dakar, no Senegal, de onde segue em turnê africana com o show “Origens”. Depois de abrir o 2º Fórum Caravana do Esporte e da Música ESPN, em Aracaju, no último dia 6, participa da cerimônia de assinatura do Estatuto da Igualdade Racial pelo Presidente Lula, dia 20, Dia da Consciência Negra, às 20h, no Largo do Pelourinho em Salvador e se prepara para estar novamente no Carnaval de Salvador, desta vez num trio com convidados.

CAR faz sistema de abastecimento de água "sonrisal"

Inaugurado recentemente, o sistema de abastecimento de água da Murutuba, povoado da zona Rural do município de Cachoeira, construído pelo Governo do Estado da Bahia, por meio da Companhia Desenvolvimento e Ação Regional(CAR), virou "sonrisal". O reservatório com capacidade para armazenar 20 mil litros de água pipocou no último dia 26 de outubro, e até hoje nenhuma providência foi adotada para resolver o problema que está deixando sem abastecimento aproximadamente 200 famílias daquela localidade. A obra foi executada por uma gata nebulosa e alaranjada. Os moradores da Murutuba pedem providências e alegam que a tal obra sonrisal consumiu mais de R$ 100 mil de dinheiro público. Pedem providências e esclarecimentos sobre a obra que dissolveu. Por enquanto está um jogo de empurra, de acordo com os moradores, entre a empresa fabricante do reservatório, a gata e a CAR. Água que é boa, nada.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Regata de Salinas da Margarida

A 13ª Regata de Salinas da Margarida, no Recôncavo baiano, contará em 2009 com muita gastronomia. A competição, programada para sair da enseada da Ribeira às 12h30 deste sábado (14 de novembro), faz parte da programação do Festival de Mariscos de Salinas da Margarida, que acontece de sexta e domingo. Veleiros de oceano, monotipos, escunas e saveiros percorrerão cerca de 25 milhas num tempo estimado de duas horas e meia. “A previsão de tempo para sábado é uma ótima notícia para os velejadores: dia ensolarado e com ventos fortes”, destaca Marcelo Froes, um dos coordenadores do evento. A regata, que tem estimativa de 100 embarcações, é uma realização do Clube Angra dos Veleiros e a coordenação é da Via Náutica Consultoria e Eventos Desportivos. As inscrições podem ser feitas até às 10 horas deste sábado e custam entre R$10 e R$90, dependendo do tamanho da embarcação e da quantidade de tripulantes. Os três primeiros colocados ganharão troféu no próprio dia do evento, às 21 horas, na praça pública de Salinas.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Câmara celebra Dia Nacional da Consciência Negra


A Câmara de Vereadores de Cachoeira vai celebrar o Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro, com a realização de uma sessão especial, às 20h, tendo como palestrante a pesquisadora Fátima Aparecida da Silva. Na oportunidade os vereadores prestarão homenagem a sacerdotisa Nilta Dias da Conceição, zeladora do terreiro de candomblé Mucumbi Nkiso Dendezeiro, da nação angola. Também será homenageado o ativista em defesa dos direitos humanos e das lutas sociais Pedro Erivaldo Francisco. A Câmara ainda está preparando uma vasta programação cultural para marcar a data com exposição de obras de artistas negros cachoeiranos, apresentações de grupos artisticos e capoeira. Promete ser uma grande celebração.

sábado, 7 de novembro de 2009

Adeus à Luisa

Morreu na madrugada de hoje, na cidade do Rio de Janeiro, Luisa Brito, esposa do cachoeirano Erivaldo Brito. Lulu como era chamada carinhosamente por familiares e amigos, residia no Rio de Janeiro com o marido e o único filho do casal, há mais de uma década. Simpática, alegre, companheira, amiga e solidária, assim era Lulu, que parte e deixa muitas saudades.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

CEPRAM vota nesta sexta-feira, 6, licença ambiental para usinas termelétricas em Sapaeaçu


O Conselho Estadual do Meio Ambiente - CEPRAM se reunirá nesta sexta-feira(6) , às 9h, na sede do IMA(Instituto do Meio Ambiente), no bairro Monserrat em Salvador, para deliberar sobre a licença ambiental para a instalação de duas usinas termelétricas na localidade de Jenipapo, zona rural do município de Sapeaçu, no Recôncavo baiano. Na reunião os membros do Conselho vão apreciar o relatório emitido pelo O IMA - Instituto do Meio Ambiente que definiu pela reprovação do projeto. Contudo, o CEPRAM poderá ou não seguir o parecer do IMA. Moradores de Sapeaçu e de municípios vizinhos, representantes de grupos ambientais contrários à instalação das usinas prometem realizar uma grande mobilização para acompanhar a reunião do CEPRAM na capital.

Ambientalistas e parte da população de Sapeaçu (156 km de Salvador) um município com 18 mil habitantes, que vivem na sua maioria do cultivo de citros, mandioca, milho e pecuária, temem a poluição que possa ser gerada pelo funcionamento das usinas. As termelétricas utilizam óleo pesado (OCB1) para funcionar. Os empreendimentos fazem parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) no Recôncavo baiano e já deveriam estar concluídos em janeiro de 2010. Mobilizações de moradores e ambientalistas com representação no Ministério Público Federal, além de outras ações e o não-licenciamento ambiental pelos órgãos competentes, não permitiram a evolução das obras. O projeto do governo federal prevê a implantação de mais uma usina termelétrica em Sapeaçu, com prazo de funcionamento para 2013.

O presidente da Multiner, empresa vencedora na licitação pública realizada pela ANEEL(Agência Nacional de Energia Elétrica) para a concessão da geração de energia com a instalação de Usinas Térmicas, localizadas na Bahia, Jorge Boueri, disse que não há risco para a população com o as atividades das usinas, porque segundo ele, as unidades utilizam tecnologia de ponta para funcionar. Para os integrantes do Movimento Termoelétricas Jamais, a empresa ainda não conseguiu esclarecer questionamentos sobre a emissão de gases na atmosfera, tampouco sobre as características do óleo (OCB1) e não estão convencidos com as explicações fornecidas pela Multiner sobre o funcionamento das usinas, por isso prometem seguir na luta contra a implantação das usinas. “Não estamos convencidos com as informações prestadas até agora pela Multiner”, disse o coordenador do movimento e PHD em Química, Silvonido da Silva Borges.



CONTATOS COM SILVONILDO DA SILVA BORGES( 75) 81719121



Em defesa do diploma Manobra das empresas não passa e votação da PEC dos Jornalistas será dia 11



A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) encerrou a discussão nesta quarta-feira (4), da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 386/09, que restitui a exigência do diploma para o exercício profissional do Jornalismo. A comissão decidiu que o parecer vai a voto na próxima quarta-feira (11). Fazendo papel de advogado das empresas de comunicação, o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) tentou impedir a evolução da tramitação da matéria. Foi derrotado e conseguiu apenas protelar a votação.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Rádio web. Confira

www.radio9dade.com

Filosando em baianês para finados

O escritor João Ubaldo Ribeiro, em uma crônica publicada recentemente ,referiu-se a um amigo de Itaparica, sua terra natal, autor da frase filosófica "pior seria, se pior fosse". Pegando a ponga do filósofo itaparicano, recorro a um ditado popular para entender o comportamento humano diante da morte: "Quem morre é quem perde a vida". Esta frase expressa, em meu pobre entender, o desprezo de algumas pessoas por aqueles "supostos" entes queridos que se foram, e tão pranteados no momento da partida.Túmulos abandonados e nem uma visitinha sequer ao cemitério no dia de revererenciar os mortos. O resto é conversa e encenação. Pula para o próximo capítulo: "Nada como um dia após o outro".

PEC dos Jornalistas deve ser apreciada hoje pela CCJC

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados deve apreciar, nesta quarta-feira, dia 4, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 386/09, que restabelece a exigência do diploma universitário para o exercício do Jornalismo.
Mande logo sua mensagem em defesa da PEC do diploma aos integrantes da CCJC. Os e-mails dos deputados estão disponíveis aqui:
http://jornalista-so-com-diploma.ning.com/profiles/blogs/envie-aos-parlamentares-da-ccj

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Santa Casa presta homenagem aos mortos

O capelão da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira, padre Cid José da Cruz celebrou, ontem,pela manhã, missa na capela do Cemitério da Piedade em homangem ao Dia de Finados.
Após a celebração, o religioso e membros da irmandade cumpriram o secular ritual de percorrer toda área do cemitério para a cerimônia de aspersão de água benta nos túmulos. O cortejo tendo à frente o provedor da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia, Gilson Agrário, seguido pelo capelão e membros da entidade, foi acompanhado pelas pessoas que foram reverenciar a memória de seus entes queridos.

Em seguida, foi à vez de a filarmônica Sociedade Lítero Musical prestar homenagem aos mortos com um concerto musical, tendo no repertório marchas fúnebres. A apresentação do concerto com a filarmônica no Cemitério da Piedade, já faz parte das homenagens ao Dia de Finados em Cachoeira. “A música nesse ambiente, nos traz paz interior e nos conforta das saudades daqueles amigos e familiares que já se foram”, disse a dona de casa Maria de Lourdes Santos, de 46 anos, que, ao lado do túmulo de um irmão, assistia a apresentação da filarmônica.

Espetáculo homenageia Ticoãs


Africantar é o nome do show que estreia quarta-feira, às 20h, no Theatro XVIII com proposta de homenagear o grupo cachoeirano Os Ticoãs e os afrosambas. O espetáculo contará com participação especial de Mateus Aleluia(ex-Ticoãs). O show acontece também nos dias 11 e 18. O Theatro XVIII está localizado no Pelourinho em Salvador.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Construção de termoelétricas em Sapeaçu divide opinião pública


O que deveria ser uma reunião para esclarecimentos por parte da direção da Multiner, empresa vencedora na licitação pública realizada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), para a construção de duas usinas termoelétricas em áreas do município de Sapeaçu (distante 156 km de Salvador) no Recôncavo baiano, quarta-feira(28), por pouco, não acabou em brigas entre os participantes. Vaias, insultos e bate-boca entre os ativistas do Movimento Termoelétricas Jamais em Sapeaçu e os partidários da implantação das usinas, marcaram a tumultuada reunião realizada no Ginásio de Esportes da cidade. Cerca de 700 pessoas lotou as dependências do Ginásio de Esportes para ouvir a explanação do presidente da Multiner, o engenheiro Jorge Boueri, sobre os projetos e funcionamento das usinas, cujas obras chegaram a ser iniciadas, mas foram suspensas, pois estavam sendo construídas sem as devidas licenças ambientais dos órgãos responsáveis.

Os integrantes do movimento contrário à instalação das usinas, manifestavam a todo instante suas preocupações com relação aos possíveis impactos ambientais que o funcionamentos das unidades poderão causar. “Isso é uma verdadeira pamonha que querem jogar aqui em Sapeaçu”, desabafou o pequeno produtor rural Virgílio Souza, de 75 anos, dono de proprietário de terras no povoado de Laranjeira, próximo a Jenipapo, local escolhido pela Multiner para a construção das termoelétricas. “Não querermos esse tipo de desenvolvimento para o Recôncavo”, protestou a comerciante Valcira Costa dos Santos, 29.

Estudantes, aposentados, ambientalistas, donas de casa, pequenos produtores rurais, comerciantes e um grande número de funcionários da prefeitura municipal de Sapeaçu - que teriam sido dispensados do trabalho para comparecer à reunião, de acordo com uma servidora da Secretaria de Saúde, que não quis se identificar - compuseram o público do agitado encontro. A reunião foi promovida por solicitação dos membros do Conselho Estadual do Meio Ambiente – Cepram que no próximo dia 6 de novembro irá se reunir em Salvador para deliberar sobre a licença ambiental para a implantação das usinas, cujo projeto já recebeu parecer contrário do IMA(Instituto do Meio Ambiente), órgão de fiscalização e defesa do meio ambiente do Estado da Bahia. Representantes do Movimento Termoelétricas Jamais em Sapeaçu prometem levar dez ônibus lotados de manifestantes para acompanhar a reunião de Cepram. Três representantes do Conselho Estadual do Meio Ambiente participaram da reunião.

“O Cepram pode concordar ou não com o parecer do IMA”, explicou o conselheiro Emídio Souza Barreto Neto, representante do Grupo Ecológico Humanista Papamel. Ainda segundo, o conselheiro, a reunião de ontem foi convocada para maiores esclarecimentos por parte da Multiner sobre informações das emissões atmosféricas, cálculos de dispersão de gases e proximidade das construções com residências, pontos destacados no parecer do IMA. O presidente da Multiner, Jorge Boueri, por sua vez, de forma didática, defendeu o projeto da empresa, com dados sobre as ações do setor elétrico no Brasil, ressaltando a importância dos empreendimentos para o desenvolvimento do País. Também enfatizou o uso da tecnologia avançada nas termoelétricas, “de acordo com os requisitos de controle e acompanhamento para manter a qualidade do meio ambiente”. Para tentar acalmar os ânimos dos mais exaltados contrários à instalação das termoelétricas no município, Boueri explicou que não há a possibilidade da entrada em operação das usinas nos próximos cinco anos “porque os lagos das hidrelétricas estão cheios e não houve o crescimento esperado da produção industrial para a utilização da energia das termoelétricas”.


O engenheiro de cálculos ambiental, Sílvio de Oliveira, consultor da Multner, em sua explanação disse que o município de Sapeaçu possui suporte atmosférico capaz de suportar a dispersão de gases que deverão ser lançados quando as usinas estiverem em funcionamento. O presidente do Movimento Termoelétricas Jamais em Sapeaçu, o pós-doutor em Química e professor universitário, Sílvanildo da Silva Borges, questionou as informações dos dois representantes da Multiner. Inconformado com as informações prestadas, ele disse que “o tempo da reunião foi muito curto para esclarecimentos sobre um assunto que pode trazer danos irreversíveis para o homem e para o meio ambiente”, queixou-se. “Os impactos socioambientais poderão atingir toda região próxima e não apenas Sapeaçu”, alertou o ativista. O vereador Durval Lago (PP), representante do governo municipal na Câmara se disse favorável à implantação das usinas e justificou que a sua maior preocupação e da atual administração “é com a geração de emprego renda para a população”. Ele foi vaiado pelos integrantes do Movimento Termoeelétricas Jamais em Sapeaçu e retrucou chamando os manifestantes de “jacus”, sob aplausos dos funcionários da prefeitura.

As duas usinas termoelétricas de Sapeaçu integram a relação das obras do PAC (Plano de Aceleração) do Governo Federal no Recôncavo baiano. A Multiner S.A que foi a vencedora da licitação pública para a construção de termoelétricas localizadas na Bahia, em antes da reunião distribuiu um folheto contendo informações que a maioria das pessoas presentes disseram que até então desconheciam. Segundo o texto, “o município foi escolhido por possuir uma subestação capaz de receber toda geração das Usinas Sapeaçu I e Sapeaçu II, por encontrar-se geograficamente mais próximo dos grandes centros consumidores (Salvador e Feira de Santana)”. Ainda conforme o folheto, a “escolha do local apresenta a melhor logística para entrega de combustível e equipamentos”.

O Ministério Público Federal (MPF) de Feira de Santana investiga por meio de inquérito civil possíveis impactos ambiental e sociológico devido a instalação das termoelétricas, na localidade de Jenipapo, a 2,5 Km da sede do município. No entorno moram 40 famílias. As usinas vão funcionar à base de óleo (OCB1), combustível segundo confirmou o presidente da Multiner, Jorge Boueri. Para evitar que as duas termoelétrica sejam construídas, o Movimento Termoelétricas Jamais em Sapeaçu, tem realizado diversas manifestações chamando a atenção da população dos riscos a que poderão estar expostos com o funcionamento das unidades.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

O axé do "Tio Ramiro"


O prefeito de Valença que segue uma linha populista e gosta de ser chamado de "Tio Ramiro", Ramiro Campelo(PR) protagonizou cenas que chamaram a atenção dos participantes da festa da Lavagem do Amparo, domingo passado. Em meio a multidão, o político empunhava uma vassoura como se uma umadas baianas do cortejo. Ao chegar ao adro do templo, Ramiro postou-se entre uma yalorixá e o padre da paróquia Josival Lemos Barbosa. Quando povo de santo começou a entoar a música de Dorival Caymmi "Oração a Mãe Meninhha", Ramiro fechou os olhos, balançou o corpo para frente e para traz em movimentos lentos, como se estivesse em transe, semelhante ao que ocorre nos terreiros de candomblé no momento em que os filhos de santo incorporam seus orixás. O gesto de Ramiro causou frisson entre os presentes. A yalorixá ao lado, cuidou logo de ampará-lo, para, em seguida, retirar um colar de Oxalá do pescoço colocar solenemente em Ramiro, que voltou a si depois do súbito arrebatamento e tratou de enxugar com um lenço, o rosto lavado de de suor. A cena foi acompanhada atentamente pelo secretário estadual daInfra-Estrutura João Leão e pelo deputado estadual Luiz Argolo.E povo seguiu cantoralando ... " Oh Minha Mãe Menininha.....

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Paulo Souto recebeu apoio de políticos em Valença

Os ex-governador do Estado da Bahia, Paulo Souto (DEM), domingo (25) foi alvo manifestação de apoio de correligionários de Valença, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, do Vale do Jequiriçá e de vários municípios do baixo-sul. O ato mobilizado pelos democratas de Valença, tendo à frente o ex-prefeito Agenildo Ramalho, agitou os bastidores da política local. Do outro lado, estavam os correligionários do atual prefeito de Valença, Ramiro Campelo que se diz aliado do governador Wagner que tratavam de minimizar o impacto da presença de Paulo Souto na cidade e no dia da tradicional lavagem da igreja de Nossa Senhora do Amparo.

Os aliados de Paulo Souto não pouparam esforços para promover uma ruidosa manifestação em Valença que por conta disso ganhou duas lavagens da Igreja do Amparo. Uma pela manhã e a outra pela tarde. Em pontos estratégicos da cidade foram colocadas faixas com frases de agradecimento ao ex-governador pelas obras realizadas em Valença. Uma charanga agitava os participantes da manifestação. O cortejo dos políticos até a colina da Igreja do Amparo contou com um grupo de baianas, ginastas mirins, o grupo cultural Zabiapunga da tradição popular do baixo-sul, ciclistas, motociclistas e até um mini-trio elétrico. Músicos da charanga e muitos populares ganharam camisetas estampadas com o número “25” na parte de trás e inscrição “Salve o Dia 25 de outubro de 2009”. O 25 é também o número do DEM partido de Paulo Souto.

Na sede da Casa dos Velhinhos, entidade mantida pela Ação Comunitária de Valença, antes da caminhada que o ex-governador fez pelas ruas da cidade até a Igreja de Nossa Senhora do Amparo, padroeira de Valença, Souto participou de uma reunião marcada pelos elogios dos oradores ao ex-governador e de duras críticas ao governador Wagner. O deputado federal José Carlos Aleluia do DEM, comparou o governador Wagner a uma canoa furada. “O governo de Wagner é uma canoa furada, e não há cuia que a esvazie”, criticou o parlamentar em seu discurso. Diante da presença de um número significativo de pessoas, Aleluia, em tom de entusiasmo disse que há um movimento na Bahia para reconduzir Paulo Souto ao Palácio de Ondina “que é como um rio e que ninguém pode nadar no sentido contrário”. O deputado também criticou a segurança pública, a educação e a saúde pública do estado. “O povo não agüenta mais tanto descaso”, concluiu.

O deputado ACM Neto também acompanhou o mesmo tom das críticas contra Wagner. “Este governo é um governo de publicidade, que não mostra a Bahia real, que é a Bahia da falta de segurança, da crise no sistema de saúde, da falta de ações”. “É o verdadeiro governo da vagareza”, disparou. Antes de o governador Paulo Souto discursar também falaram o ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo, os deputados estaduais Rogério Andrade e Eraldo Rocha, entre outros oradores. Quem também compareceu foi deputado federal João Almeida do PSDB que garantiu que a aliança com o DEM está firme e consolidada. “Estamos unidos nessa caminhada, com toda força, energia, vigor e fé”, enfatizou.

O ex-governador Paulo Souto fechou o encontro acusando o governador Jaques Wagner de ter importado para a Bahia a violência do seu estado natal, O Rio de Janeiro. “Ele trouxe para a Bahia, o que há de pior em seu estado que é a violência”, atacou. Souto também criticou o governo do estado que, segundo ele, está fazendo “um governo de publicidade”. O ex-governador acusou o atual governo de não investir no desenvolvimento do estado e não ter trazido para Bahia, “sequer uma única fábrica”. Souto chegou a recomendar aos internautas um vídeo que circula na internet sobre a propaganda oficial do governo Wagner. Ex-governador disse, ainda, em tom de denúncia que políticos e prefeitos baianos estão sendo pressionados para apoiar Wagner. Ao final do discurso, Souto disse que a luta para derrotar as forças governistas não é de partidos. “A luta será dos inconformados com o que está acontecendo com a Bahia”, frisou. O ex-governador agradeceu a manifestação dos amigos e correligionários e fez questão de adiantar que o evento não era campanha política, mas um encontro para agradecimentos “à Nossa Senhora do Amparo, a padroeira de Valença”.