terça-feira, 31 de maio de 2011

Grandes atrações vão movimentar a Feira do Porto em Cachoeira no São João


A tradicional festa junina de Cachoeira, cidade histórica do Recôncavo baiano (distante 110 km de Salvador) deve atrair um público de 80 mil pessoas no período de 22 a 26 de junho. A estimativa é da Secretaria de Cultura e Turismo do município, com base na proximidade com a capital e cidades circunvizinhas, e uma programação repleta de atrações conhecidas nacionalmente. Este ano a prefeitura do município investiu em atrações mais tradicionais ligadas as raízes nordestinas. “Investimos no resgate do forró pé de serra, valorizando assim as nossas mais autênticas tradições”, disse o secretário de Cultura e Turismo, Lourival Trindade. A festa deste ano marca a 40ª edição da Feira do Porto, que ao longo destes anos transformou-se num dos eventos populares mais importantes da Bahia no período junino.

A abertura oficial da festa será no dia 22, com a realização do Concurso de Música Junina, eleição da Garota Feira do Porto, apresentações de quadrilhas, além de bandas de forró. As bandas Aviões do Forró, Trio Nordestino, Estakazero, Cangaia de Jegue, Colher de Pau, Forró do Miúdo além dos cantores Adelmário Coelho, Virgílio, Del Feliz, Kina Rodrigues e Sine Calmon prometem animar o grande público do São João de Cachoeira. A programação também privilegiou os grupos de samba de roda que farão apresentações diariamente, a exemplo do Samba da Suerdieck(Samba de Dona Dalva), Filhos do Caquende, Filhas de Yá Min, Esmola Cantada, Filhos da Barragem e Filhos de Nagô.

Na tradicional Feira do Porto que ocupa toda extensão da orla fluvial, além de barracas de bebidas e comidas típicas, são comercializadas peças de cerâmicas dos oleiros da comunidade de Maragogipinho, distrito do município de Aratuípe, artesanato e também bolos, mingaus, pamonha , acarajés e os famosos licores artesanais de Cachoeira. As apresentações dos artistas serão no palco oficial no Jardim do Faquir, com uma área livre para quem quiser dançar. Ao todo são 60 barracas padronizadas instaladas na área da festa. O público também conta com camarotes particulares. Serão instalados sanitários químicos em diversos locais.

TRADIÇÃO- A Feira do Porto como é realizada atualmente teve a sua origem no comércio de produtos típicos juninos na rampa do cais do porto do Rio Paraguaçu, na véspera do São João. “Naquela época, os produtores rurais traziam suas mercadorias em canoas e saveiros para vender naquele local, atraindo um grande número de pessoas que iam comprar amendoim, laranja, milho, aipim, cana, batata doce e folha de mandioca ralada para o preparo da maniçoba, prato típico da culinária regional”, cita o secretário Lourival Trindade.

Na década de 70, a este evento popular de mais de dois séculos, foram agregados novos elementos como as barracas, participação de quadrilhas juninas, de grupos de samba de roda, além de atrações conhecidas em todo Brasil. Atualmente, a Feira do Porto, serve para aquecer a economia local movimentando o comércio, a produção artesanal de licor, hotéis, abres e restaurantes.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Forró começa sexta-feira em Cacheira

A programação junina de Cachoeira começa neste sábado, dia 4, com a abertura do Projeto Esperando o São João. O arrasta pé começa em grande estilo com o forró pé de serra do Trio Araponga, às 21h, seguida do de Nereida Vieira e banda, às 23 h. Domingo, a festa começa às 18h com Tanu Forró e Ismael e sua Sanfona Deitada.
O clima da festa já começa dominar todos os cantos da cidade com as bandeirolas multicoloridas e a mONtagem do palco e dos camarotes para a Feira do Porto, cuja abertura será no dia 22 de junho




Mudança de sede da Desenbahia abre espaço para projeto da Odebrecht



A Desenbahia (Agência de Fomento do Estado da Bahia) vai mudar de sede. Instalada atualmente na Avenida Tancredo Neves, próxima à Universidade Salvador (Unifacs) e ao Jornal A Tarde, a Desenbahia deve se transferir para um outro imóvel no prazo de 12 meses. A expectativa é que a futura sede esteja localizada em área próxima ao atual endereço, considerado o centro financeiro de Salvador. A nova sede deverá ter capacidade para atender um fluxo de cerca de 500 pessoas/dia, área útil entre 4,5 mil a 6 mil m² e garagem com capacidade, mínima, para 200 veículos. Um edital nesse sentido foi publicado no último sábado, 28, e no qual constam as característica do espaço a ser adquirido pelo governo.

A mudança da sede da Desenbahia pode ser o primeiro passo para viabilizar o megaprojeto imobiliário que a Odebrecht planeja para aquela área. Conforme divulgado com exclusividade pelo Gente&Mercado, em fevereiro último, o plano é incorporar o prédio da Unifacs, que pertence à Odebrecht, e as sedes da Desenbahia e do Jornal A Tarde. No caso da Desenbahia, por ser um imóvel público, a venda teria que ser feita por licitação. Leva quem der mais, o que não seria problema para a Odebrecht.

Mesmo admitindo que a oferta do imóvel ao mercado é um dos caminhos estudados pela instituição, o diretor administrativo e de finanças da Desenbahia, Marco Aurélio Cohim, frisa que outras alternativas também vêm sendo analisadas. Uma das propostas é vender o prédio a um “ente” do governo. Negociações nesse sentido teriam sido iniciadas, frisa Cohim, sem revelar nomes nem valores. Mas sabe-se que um terreno de 5 mil m² nessa área não tem valor inferior a R$ 20 milhões.

Segundo o diretor, a venda do prédio da Desenbahia se faz por dois motivos: o alto custo de manutenção – só para trocar o sistema de refrigeração e recuperar a fachadada o gasto seria de R$ 3,3 milhões – e a determinação do Banco Central, que rege a instituição financeira, de proibir que imóvel de próprio uso tenha outra finalidade a não ser a que se destina. Isso quer dizer que a Desenbahia não poderia continuar alocando, em parte de sua sede, outras secretarias, como sempre o fez. Com isso, detaca Cohim, o imóvel ficaria com boa parte de suas instalações sem uso.

Os personagens envolvidos nesta negociação serão conhecidos no prazo de até 60 dias. Até lá muitas negociações vão acontecer. Afinal, trata-se de uma das áreas mais caras e cobiçadas de Salvador.(Gente&Mercado


Cachoeira festeja 189 anos de Independência




A histórica cidade de Cachoeira, a 110 km da capital, dá início quarta-feira, dia 1º de junho, as festividades pelos 189 anos de sua Independência de Portugal. As comemorações em Cachoeira também marcam a abertura das celebrações em homenagem ao Dois de Julho no Recôncavo Baiano. Até o Dois de Julho acontecem várias atividades cívicas para comemorar o 25 de junho, a data magna de Cachoeira e a Independência da Bahia.

As festividades começam às 19h, em frente o prédio da Câmara de Vereadores, com a tradicional levada dos mastros por autoridades e populares, para os bairros do Caquende e Ponta da Calçada, onde serão fincados e permanecerão até o final das comemorações. O ato simboliza a delimitação do território livre de Cachoeira do jugo de Portugal, após a proclamação de D. Pedro como príncipe regente e perpétuo do Brasil pela Câmara de Vereadores, em 25 de junho de 1822.

Os cachoeiranos festejam a vitória que a resistência da população conquistou contra as investidas de uma canhoneira lusitana fundeada no Rio Paraguaçu por vários dias, cuja tropa tinha a missão de acabar com o movimento pela libertação da Bahia que agitaram Cachoeira naquele junho de 1822.

A programação cívica que começa no 1º de Junho, relembra os atos heróicos dos cachoeiranos que em 1822 enfrentaram, com armas, os soldados portugueses comandados pelo general Madeira de Melo, que tentava sufocar o movimento insurrecional instalado na então Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira, contra a ocupação dos portugueses. Considerada como a mais importante Vila da Bahia daquela época Cachoeira foi sede das forças revolucionárias que lutaram pela Independência da Bahia.

Pelos feitos heróicos de seu povo, o Imperador D. Pedro I, em 1837, elevou a antiga Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira, à categoria de cidade com a denominação de Heróica Cidade da Cachoeira.
A partir de 1 de junho uma intensa programação acontece até o dia 25 de junho considerada, a Data Magna de Cachoeira. No dia 25 de junho de 1822, a Câmara de Veredores aclamou como regente, o então príncipe D. Pedro. A ousadia dos cachoeiranos não se limitou ao gesto pioneiro daquela Casa Legislativa, os moradores da Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira pegaram em armas para defender a soberania da nação brasileira enfrentando as forças militares do comandante das Armas da Província, brigadeiro Luiz Madeira de Melo que tentava sufocar o movimento inssurecional que se instalara no Recôncavo. Esse momento foi decisivo para unir o Recôncavo até a vitória da Bahia no 2 de Julho de 1823, em Salvador.Cachoeira detém o privilegio de ter dado o primeiro passo no processo de luta que levaria o Brasil se separar politicamente de Portugal. Em reconhecimento a esse feito histórico, em 13 de março de 1837 , a então Vila foi elevada à categoria de cidade com a Denominação de Heroica Cidade da Cachoeira.

Para dar visibilidade a esses feitos que contribuíram decisivamente para consolidação da soberania política do Brasil, os cachoeiranos lutam, agora, para inserir nos currículos das escolas a história da Independência de Cachoeira, valorizando personagens a exemplo de Antônio Pereira Rebouças, Francisco Gê Acaiaba Montezuma, José de Almeida e Arnizáu, Cel. Garcia Pacheco Moura Pimentel, comandante do Regimento da Cavalaria Miliciana, o padre José Marcelino de Carvalho, Rodrigo Antônio Falcão Brandão. Muitos destes foram homenageados com nomes de ruas e até de escolas. Porém, parte significativa da população, infelizmente, ainda desconhece a importância desses personagens para a história da Bahia e do Brasil.

Em 1999, a então deputada estadual e atual senadora da República, a cachoeirana Lídice da Mata, apresentou Projeto de Lei, propondo a transferência simbólica da Capital do Estado da Bahia, para a cidade de Cachoeira, a cada 25 de junho como homenagem à resistência histórica do povo cachoeirano. Há quatro anos, inspirado no projeto de Lídice da Mata, o governador Jaques Wagner encaminhou projeto à Assembleia Legislativa, tornando, assim, Cachoeira capital simbólica da Bahia no dia 25 de Junho.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Obra de restauração segue embargada


Continua paralisada a obra de restauração do prédio histórico número 25, situado na Rua da Matriz, centro de Cachoeira, embargada ontem pela manhã por força de uma decisão judicial. Hoje, os operários da Domo, construtora responsável pela obra ,que faz parte das ações do Programa Monumenta, estiveram no local de trabalho, onde se reuniram com um dos diretores da empresa. Apreensivos com medo de perder seus empregos, os operários ficaram surpresos quando souberam que a mulher que acompanhou o oficial da Justiça e o advogado no momento da notificação do embargo, não é parte da ação.

Ainda indignados com a agressividade da mulher que teve acesso ao interior da obra, gritando e dando ordens para que os trabalhos fossem suspensos, eles agora desejam saber quais os motivos dos atos cometidos por uma pessoa que não é a autora da ação.
Os operários tomaram conhecimento de que a verdadeira autora da ação nunca fora vista no local, onde a mesma alega ser a dona de um escritório ao lado da obra. A motivação para ação judical seria supostos danos provocados pela obra ao escritório que funcionaria numa casa pertencente à Santa Casa de Misericórdia também proprietária do prédio histórico que está sendo restaurado para abrigar isntalações da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. As obras ficaram paralisadas por seis meses e antes de completar dois meses que foram retomadas sofreu um novo embargo.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Justiça embarga obra do Programa Monumenta em Cachoeira por iniciativa de inquilinos da Santa casa


Os operários que trabalham na restauração do prédio historico da Rua Ana Nery, pertencente à Santa casa de Misericórdia, no Centro da cidade de Cachoeira, foram surpreendidos, na manhã de hoje, com uma ordem judicial de embargo das obras. Cerca de 40 trabalhadores estão concentrados ao lado da obra, preocupados com a garantia de seus empregos. Segundo eles, o embargo seria motivado por uma ação de locatários de um imóvel também pertencente à Santa Casa de Misericórdia. Ainda conforme os operários da construtora Domo, os locatários do imóvel ao lado da obra alegam que os trabalhos de restauração estão prejudicando a casa que eles ocupam com um escritório. Revoltados com os autores da ação, os trabalhadores, disseram que as referidas pessoas têm causados vários problemas para dificultar a continuidade das obras. A restauração do monumento histórico já foi prejudicada anteriormente também por parte de inquilinos da Santa Casa.
As obras, nesse caso, ficaram paralisadas durante seis meses . A menos de dois meses, os trabalhos recomeçaram, mas por força da ação movida pelos vizinhos e também inquilinos da entidade, foram suspensos nesta quarta-feira(26) .O imóvel pertence à Santa Casa que o cedeu por meio de comodato para a UFRB (Universidade Federal da Bahia) por vinte anos. O imóvel que possui valor histórico estava sendo restaurado através do Programa Monumenta do Ministério da Cultura, financiamento do BID(Banco Interamericano de Desenvolvimento) , com contrapartida do governo do estado da Bahia.
Temendo perder seus emprego, os operários da obra, alertam para os riscos que o imóvel secular corre de desabar com mais uma paralisação dos trabalhos. No momento do embargo da obra, parte dos operários trabalhava no telhado e na consolidação da estrutura da cobertura. Sem a conclusão da cobertura, as paredes laterais do imóvel sofrendo danos por infiltrações. Segundo o ajudante prático de betoneira welington Conceição dos Santos, a grande preocupação dos trabalhadores é com a ameaça de desemprego caso o embargo seja mantido."Nós somos pais de família que precisamos desse emprego para sustentar nossas casas, se a obra for paralisada por mais tempo, a empresa não vai querer manter um quadro de operários sem fazer nada", lamentou.


A partir deste sábado, chamadas de telefones fixos entre 560 municípios terão custo de ligação local

Usuários de linhas de telefone fixo de 39 regiões metropolitanas e três regiões integradas de desenvolvimento poderão fazer interurbanos a custo de ligação local

Usuários de linhas de telefone fixo de 39 regiões metropolitanas e três regiões integradas de desenvolvimento poderão realizar, a partir deste sábado (28), chamadas a custo de ligação local para municípios que apresentem continuidade geográfica e mesmo código de área nacional (DDD). Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a medida beneficiará, direta ou indiretamente, até 68 milhões de pessoas em todo o Brasil, em cerca de 560 municípios.

De acordo com a Anatel, o novo Regulamento sobre Áreas Locais para o Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) amplia os critérios de definição de áreas locais, que passa a abranger o conjunto de municípios pertencentes a uma região metropolitana ou região integrada de desenvolvimento (Ride) que tenham continuidade geográfica e mesmo DDD.

O regulamento também estabelece que as novas situações que se enquadrem na definição de Áreas com Continuidade Urbana ou em decorrência de solicitação fundamentada por parte da concessionária de telefonia fixa na modalidade do serviço local serão revistas anualmente. As revisões de configuração da área local resultante da criação ou da alteração de regiões metropolitanas ou de Rides ocorrerão junto com as revisões quinquenais dos Contratos de Concessão. Os valores de ligações entre fixos e móveis - e vice-versa - não sofrerão mudanças com as alterações de áreas locais.

Regiões beneficiadas - As regiões metropolitanas contempladas no Regulamento são: Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Londrina (PR), Maringá (PR), Baixada Santista (SP), Campinas (SP), Belo Horizonte (MG), Vale do Aço (MG), Rio de Janeiro (RJ), Grande Vitória (ES), Goiânia (GO), Vale do Rio Cuiabá (MT), Salvador (BA), Aracaju (SE), Maceió (AL), Agreste (AL), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB), Recife (PE), Natal (RN), Cariri (CE), Fortaleza (CE), Sudoeste Maranhense (MA), Belém (PA), Macapá (AP), Manaus (AM), Capital (RR), Central (RR), Sul do Estado (RR), Florianópolis (SC), Chapecó (SC), Vale do Itajaí (SC), Norte/Nordeste Catarinense (SC), Lages (SC), Carbonífera (SC), Tubarão (SC). Quanto às regiões de Foz do Rio Itajaí (SC), Grande São Luís (MA) e São Paulo (SP), todos os seus municípios já são considerados uma mesma área local. As Rides são Distrito Federal e Entorno (DF/GO/MG), Pólo Petrolina e Juazeiro (PE/BA) e Grande Teresina (PI/MA).

quarta-feira, 25 de maio de 2011

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A 51ª CORRIDA DA FOGUEIRA EM CACHOEIRA

Encontram-se abertas as inscrições para 51ª edição da Corrida da Fogueira, promovida pela Câmara de Vereadores, como parte das comemorações do aniversário da Independência de Cachoeira. Os atletas podem se dirigir ao prédio da Câmara na Praça da Aclamação, centro histórico, de segunda a sexta-feira, no horário comercial. As inscrições são gratuitas. A competição é aberta para atletas de todas as regiões. Serão distribuídos R$ 3.800,00 em prêmios para os vencedores. Este ano a Corrida da Fogueira será realizada no dia 19 de junho, com largada prevista para a 9h da Praça da Aclamação. Ao todo são 11 km de percurso incluindo um trecho na vizinha cidade de São Félix ligado a Cachoeira pela ponte D. Pedro II. O evento é autorizado pela Federação Baiana de Atletismo, e a coordenação do professor de Educação Física, Juracy Cunha Rocha.


A Corrida da Fogueira começou a ser realizada a partir de 1960, por iniciativa do Tiro de Guerra de Cachoeira. Em suas primeiras edições, a competição acontecia no dia 24 de Junho, data em que se comemora o São João , e véspera do aniversário da Independência de Cachoeira, 25 de Junho. A competição passou a contar com o apoio da Câmara de Vereadores e foi incorporada às festividades da Independência de Cachoeira. Com o crescimento dos festejos juninos e a presença de um grande número de veículos trafegando nas ruas da cidade, que atrapalhavam o desempenho dos atletas, os organizadores da Corrida da Fogueira decidiram com apoio da população, antecipar a data de realização da competição.

Mais informações: Câmara de Vereadores de Cachoeira: Telefone: 75 3425 1018
Fonte Sugerida: Juracy Cunha Rocha - Cel: 75 9938 4113


EM DEFESA DO DIPLOMA

FENAJ prepara nova ofensiva pela votação da PEC do diploma no SenadoApós o requerimento assinado por líderes de dez partidos para que a PEC 33/09 tramite em regime especial no Senado e a convicção de que só depende do presidente da Casa, José Sarney (PMDB/AP), a decisão de por a matéria em votação, a FENAJ e a coordenação da campanha em defesa do diploma preparam mais ações para agilizar a votação da proposta. Além de novos materiais em elaboração, está em marcha a organização de uma manifestação nacional para o dia 17 de junho, quando se completam dois anos da decisão do STF que extinguiu com tal requisito para o exercício da profissão de jornalista.(FONTE: FENAJ)

Curso de captação de recursos em São Félix

A Casa Paroquial de São Félix recebe na próxima semana o II módulo da capacitação em elaboração de projetos de captação de recursos para as organizações da região. O objetivo da capacitação é mobilizar associações e cooperativas da região para obterem êxito nos diversos editais do setor público e privado em todo o Brasil. A atividade se realizará de segunda a quarta-feira das 8 e 30 da manhã às 16h da tarde. A iniciativa é do projeto “Consolidação dos negócios sustentáveis para as comunidades do entorno da Baía do Iguape”, uma parceria do Instituto Brasileiro de Educação em Negócios Sustentáveis (IBENS) com a Votorantim Energia e o Instituto Votorantim.

Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil visita o Recôncavo

Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil visita Cachoeira nesta quarta feira, dia 25 de maio. O novo arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger estará hoje em Cachoeira. Dom Murilo estará no Recôncavo durante todo o dia, conhecendo as futuras instalações da diocese de Cruz das Almas. Na oportunidade, Dom Murilo visitará a Paróquia nossa Senhora do Rosário de Cachoeira e o trabalho social realizado pela OAPC.(Fonte: Mário Jorge Júnior)

terça-feira, 24 de maio de 2011

I Encontro Afro Atlântico na Perspectivas dos Museus em São Paulo

O Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com Consulado Geral dos EUA em São Paulo, realiza entre hoje e sexta-feira no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o "I Encontro Afro Atlântico na Perspectiva dos Museus", em comemoração ao Dia da África, celebrado no dia 25.



A abertura acontece, às 19h, com o lançamento da edição em português do livro Flash of the Spirit, de Robert Farris Thompson, e a abertura da exposição Mulheres Negras: a Irmandade da Boa Morte de Cachoeira. No mesmo dia, acontecerá a apresentação do Grupo Gegê-Nagô de Cachoeira (BA).



O encontro tem como objetivo discutir as formas de interpretar a arte africana contemporânea e sua inserção em museus nacionais e internacionais. Durante o evento, haverá mesa-redonda com convidados de instituições internacionais, que irão debater como os museus vêm representando o continente africano. A mediação será feita por um especialista brasileiro. Porém, as vagas para os debates estão esgotadas.



Entre os participantes estão confirmados curadores e pesquisadores do Museu Nacional de Arte Africana do Smithsonian Institute (Washington), Museu para a Arte Africana (New York), Museu de Arte e Origens (New York), Museu de Arte de Cleveland, Museu Nacional do Mali, entre outros.



Com curadoria de Emanoel Araujo, a exposição Mulheres Negras, com entrada gratuita para o público em geral, vai apresentar fotos do etnólogo francês Pierre Verger (1902-1996) e do brasileiro Adenor Gondim, que fotografa aspectos da cultura, religiosidade e cotidiano da Bahia, em especial da cidade de Cachoeira. A exposição reúne ainda os famosos balangandãs baianos e uma imagem original de Nossa Senhora da Boa Morte do século XIX.



Haverá ainda a produção de um mural com a artista plástica americana Chanel Compton, do Instituto Smithsonian, uma das mais consolidadas instituições museológicas do mundo. Compton irá criar, junto com 14 jovens de projetos sociais, um mural de 20 metros com o tema "A herança da cultura africana nas artes visuais dos EUA e do Brasil". A obra será inaugurada no encerramento do encontro, na sexta-feira, e terá visitação aberta ao público.

EXIBIÇÃO DO VÍDEO MEMÓRIA: CARNE VIVA


dia: 27 de maio, 6a. feira, às 19:30
local: Auditório da UFRB/ Cachoeira

O vídeo MEMÓRIA: CARNE VIVA é o registro do projeto homônimo contemplado pela FUNARTE - Prêmio Interações Estéticas - Residências Artísticas em Pontos de Cultura 2009. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Ponto de Cultura Expressão de Cidadania Quilombola, através de oficinas de teatro e perna de pau com jovens de 05 comunidades quilombolas do Vale do Iguape, Cachoeira/Bahia. MEMÓRIA: CARNE VIVA ganhou continuidade ao ser premiado pela 2a. vez consecutiva, na edição de 2010 do mesmo edital, e terá como resultado final o espetáculo teatral KAONGE CONTA ZUMBI a ser apresentado no dia 08 de junho, também no Auditório da UFRB.

Programação do aniversário da Independência de Cachoeira

O presidente da Câmara de Vereadores, Júlio Cesar Costa Sampaio, divulgou a programação oficial das festividades do aniversário da Independência de Cachoeira. O ponto alto das comemorações ocorre no dia 25 de junho quando os cachoeiranos vão celebrar os 189 anos do primeiro passo da Independência do Brasil. Nesta data, Cachoeira é transformada na sede da capital do estado da Bahia, com a presença do governador e todo o seu secretariado.
Programação:
Dia 1º de Junho:
20h: Levada dos Paus da Bandeira para Bairro do Caquende e Ponta da Calçada na Rua da Feira. Saída da Câmara de Vereadores (Praça da Aclamação-Centro Histórico)
Dia 19 de Junho:
9h: Corrida Fogueira (Largada da frente da Câmara de Vereadores (Praça da Aclamação-Centro Histórico)

Dia 24 de Junho:
Levada do Carro do Caboclo
9h: para o Bairro do Caquende
19h: para a Ponta da Calçada juntamente com autoridades de São Félix

25 de Junho: Data Magna de Cachoeira –
Cachoeira Capital da Bahia no dia 25 de Junho em homenagem às lutas pela independência do Brasil
6h: Alvorada festiva com salva de 21 tiros de festim
8h: Hasteamento dos pavilhões Nacional, da Bahia e de Cachoeira
8h30min: Solene Te Deum
Local: Igreja da Ordem Primeira do Carmo
Pregador: Cônego Hélio Cesar Leal Vilas Bôas
14h: Sessão Solene
Local: Câmara de Vereadores- Praça da Aclamação
Orador oficial da Sessão Solene: Pedro Erivaldo Francisco da Silva
15h: Imponente Desfile Cívico com a presença de autoridades. Colégios e populares
Dia 27 de Junho
19h: Encerramento das festividades cívicas do dia 25 de Junho com a levada dos carros do Caboclo e da Cabocla à co-irmã cidade de São Félix. Participação de autoridades e de populares das duas cidades.

Mais informações: Câmara de Vereadores de Cachoeira - tel: (75) 3425 1018
Presidente da Câmara de Vereadores: Júlio Cesar Costa Sampaio (75) 9996 4461
Assessora de Comunicação: Alzira Costa (75) 99333958

Marqueteiro de Dilma abre novo resaturante em Salvador

O publicitário baiano e marqueteiro político João Santana, que foi coordenador da campanha de Dilma Rousseff à presidência do Brasil em 2010 e comandou a campanha de Luis Inácio Lula da Silva em 2006, está investindo num novo negócio na capital baiana. Juntamente com os restauranteurs Daniel Requião, Marcelo Fugita e Mônica Moura, que, ao longo dos últimos anos, têm sido responsáveis por várias casas de sucesso como Piola, Mariposa, Jóia Sushi Lounge, Jóia Temaki House e Tom do Sabor, ele abre a primeira cevicheria da cidade.
Com a inauguração da Ocho Ceviche e Bar, a capital baiana se incorpora às principais metrópoles do mundo onde as cevicherias são o mais novo modelo de sucesso gastronômico. As cevicherias são restaurantes de origem peruano, onde se prepara o principal prato da culinária do país dos incas, a base de peixe cru marinado em limão. “O boom das cevicherias no mundo é semelhante ao que aconteceu com a comida japonesa”, avalia Mônica Moura, destacando que as principais metrópoles no mundo, como Paris, Nova Iorque, Toquio e São Paulo se renderam à gastronomia peruana.
A Ocho vai funcionar, a partir desta sexta-feira, 27, no mesmo espaço ocupado pelo Tom do Sabor e o Tom do Saber (livraria) dentro da Pirâmide do Rio Vermelho, que fechou as portas no final do ano passado. O ambiente conta com três áreas interligadas: um lounge-bar, uma ampla sala restaurante-cozinha e um café-boulevard. “Como reaproveitamos tudo do Tom do Sabor, como cozinha e utensílio, investimos apenas R$ 400 mil, basicamente em decoração, paisagismo e iluminação”, revela Mônica.
A volta do Tom do Saber
Para os que lamentaram o fechamento do Tom do Saber, vai aqui uma boa notícia. O casal Mônica Moura e João Santana prometem reinaugurar o espaço dentro de um ano. O empreendimento irá funcionar num outro lugar, mais adequado ao público que frequenta esse tipo de negócio.
O novo Tom do Saber vai englobar, além da livraria voltada para publicações de arte, um café e espaço para leitura. Segundo Mônica Moura, está descartada a instalação da Tom do Sabor em algum shopping. (Fonte: Gente$Mercado).

Prefeitura vai construir sede própria da APAE

O vereador Carlos Pereira, líder na Câmara do prefeito Tato Pereira, anunciou na sessão ordinária desta segunda-feira, a construção da sede própria da APAE(Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). A entidade que completou 14 anos de fundação no último dia 16 de maio, possui o terreno doado pela Mesa Diretora da Santa Casa de Misericórdia, no bairro do Morumbi. Na sessão comemorativa do aniversário da APAE na Câmara, o provedor da Santa Casa, o ex-vereador Gilson Agrário, fez a doação de cinco mil blocos para o início das obras.

Inauguranção adiada

A prefeitura municipal em virtude das chuvas que caem sobre Cachoeira nos últimos dias, decidiu suspender a inauguranção das obras de pavimentação da Ladeira do Padre Inácio, na zona rural, marcada para a sábado(28). A nova data da inauguração ainda não foi divulgada.

UNEB homenageia José Calasans, maior historiador da Guerra de Canudos

A UNEB, junto com o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, realizará nesta quinta-feira, dia 26 de maio, às 18h, na sede do IGHB, no centro antigo de Salvador, uma mesa-redonda em homenagem ao decenário da morte do historiador sergipano José Calasans.

A iniciativa, que traz o tema Recordando José Calasans, é franqueada ao público e não há necessidade de realizar inscrição prévia.

A mesa-redonda contará com a participação da presidente do IGHB, Consuelo Pondé, do historiador Luis Henrique Tavares – que estará representando a Academia de Letras da Bahia (ALB) –, do fotografo e documentarista Claude Santos, responsável pelo site de memória de José Calasans, e de representantes da família do homenageado.

José Calasans é considerado a maior autoridade em todo o país na temática da Guerra de Canudos, a qual estudou por mais de 50 anos. Suas pesquisas resultaram nos livros No tempo de Antônio Conselheiro (1959), Antônio Conselheiro e a escravidão (1968), Antônio Conselheiro, construtor de igrejas e cemitérios (1973), Canudos: origem e desenvolvimento de um arraial messiânico (1974), Canudos na literatura de cordel (1984), Quase biografia de jagunços (1986) e Cartografia de Canudos (1997).

O historiador também foi vice-reitor da Universidade Federal da Bahia, diretor da Faculdade de Filosofia e Ciências Humana da Ufba, além de presidente da ALB. Morreu aos 86 anos, em 28 de maio de 2001, em Salvador.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Comunidade rural ganha calçamento

Moradores da comunidade da Ladeira do Padre Inácio, na região do povoado da Murutuba, zona rural de Cachoeira, foram beneficiados com a obra de pavimentação da localidade. A obra executada pela prefietura municipal será inaugurada no próximo sábado(28), às 20h. Após o ato inaugural, está previsto um show dançante com a banda Sedução do Prazer.

Santeiros da Bahia

Publicação reúne artistas populares que se dedicam à produção de imagens de santos

Fornecer aos leitores um panorama do contexto cultural em que se insere a produção de imagens de santos está entre os propósitos do livro Santeiros da Bahia-arte popular e devoção, que será lançado no próximo dia 7 de junho, às 18h, no Museu de Arte da Bahia.
A publicação reúne trabalhos dos principais santeiros (as), cujo resultado transita entre a arte e a devoção no encontro entre duas das principais referências religiosas de nossa história: o catolicismo lusitano e o candomblé africano. Nos textos, os autores/organizadores Flávia Martins e Rogerio Luz evidenciam a dedicação dos 23 artistas selecionados a um tipo de fabricação que os articula, para além da técnica e da arte, à ordem do sagrado. Por meio de entrevistas curtas e fotografias temos a contextualização da feitura artesanal e as diferentes funções (religiosa ou puramente estética) que adquirem.
A região e o santeiro- Dividido em quatro capítulos - O Barroco Revisitado (percorre localidades em que a alusão fundamental dos santeiros é à imagem de santos católicos). Imagens do sincretismo (privilegia o núcleo de Barra, que concentra imagens de santos e orixás). As Formas da Natureza (enfoca o produto da região da Chapada Diamantina estimulado por forças místicas e mágicas) e África: Sua Reinvenção (é dedicado à presença e cultura negras em Cachoeira) - o livro retrata o entorno físico e social a partir do qual as esculturas dos santos, orixás e outras divindades impregnadas pelas demandas da igreja ou do terreiro, ganham sentido.
O dono da voz é o artista- O foco das entrevistas é a experiência do artista, sua formação, as idéias que norteiam o trabalho e as expectativas acumuladas por nomes como Gerar, Élson, Leandro e Willians, Jânio, Flávio e Rian, Jotacê, Hermes, Isis , Marlice, Constância, Rosalvo Santana e João Santana, David, Fia, Louco e seus descendentes. Juntos, eles compõem o rico acervo cultural fruto do cruzamento das relações entre arte e religiosidade no contexto baiano atual.
Publicado pela Editora Caleidoscópio, o livro tem projeto gráfico da designer Gisela Abad e fotografias de Celso Brandão.
É importante ressaltar que esta edição de Santeiros da Bahia integra a tiragem especial de 500 exemplares destinada à distribuição comercial, autorizada pela Construtora OAS, patrocinadora exclusiva do livro.
Exposição-Algumas peças apresentadas no livro estarão expostas na exposição homônima organizada sob a curadoria de Marlice Almeida do Instituto de Artesanato Visconde de Mauá.

sábado, 21 de maio de 2011

Sua agenda de festejos juninos em Cachoeira

PROGRAMAÇÃO DO ESPERANDO O SÃO JOÃO

SÁBADO DIA 04/06/2011
21:00h – TRIO ARAPONGA
23:00h – NEREIDA VIEIRA

DOMINGO DIA 05/06/2011
18:00h – TANÚ FORRÓ
20:00h – ESMAEL E SUA SANFONA DEITADA

SÁBADO DIA 11/06/2011
18:00h – NEREIDA VIEIRA
20:00h – GERSON E LUAN

DOMINGO DIA 12/06/2011
21:00h – GERSON E LUAN
23:00h – TANÚ FORRÓ

Sábado-Dia 18 /06/2011
18h: TRIO ARAPONGA
20h: TANU FORRÓ

DOMINGO-DIA 19/06/2011
21H: FORROZÃO ARREBENTA
23H NEREIDA VIEIRA



PROGRAMAÇÃO DO SÃO JOÃO FEIRA DO PORTO 2011
QUARTA - FEIRA DIA 22/06/2011
20h – FESTIVAL DE MÚSICA JUNINA
22h – CONCURSO GAROTA FEIRA DO PORTO
23h - APRESENTAÇÃO DE QUADRILHAS
01h - FORROZÃO ARREBENTA

QUINTA - FEIRA DIA 23/06/2011

17h - FILHOS DA BARRAGEM
19h – APRESENTAÇÃO DE QUADRILHAS
20h - TANÚ FORRÓ
22h - TRIO NORDESTINO
00h - KINA RODRIGUES
02h - ESTAKAZERO

SEXTA - FEIRA DIA 24/06/2011

16h – SAMBA DE RODA FILHOS DO CAQUENDE
E SAMBA DE RODA FILHAS DE AMIM
18h - SAMBA DE RODA DA SUERDICK (D. DALVA)
20h - TRIO ARAPONGA
22h - VIRGÍLIO
00h - DEL FELIZ
02h - ADELMÁRIO COELHO

SÁBADO- DIA 25/06/2011
16h:ESMOLA CANTADA
18H:SEDUÇÃO DO PRAZER
20H: NEREIDA VEIRA E BANDA
22H: FORRÓ DO MUÍDO
00H: CANGAIA DE JEGUE
02H: COLHER DE PAU

DOMINGO- DIA 26/06/2011

16H SAMBA DE RODA FILHOS DE NAGÔ
18H: BANDA SÓ AS CABEÇAS
20h: RONY MACEDO
22H: CHEIRO PERFUMADO
OOH:AVIÕES DO FORRÓ
02H: SINE CALMON




PROGRAMAÇÃO DO SÃO PEDRO DO IGUAPE

SEXTA-FEIRA DIA 01/07/2011
22:00 h –SONHOS LUMINOSOS
00:00h – SEMPRE ENVOLVENTE
02:00h –CHEIRO PERFUMADO


SÁBADO DIA 02/07/2011
20:00h –SEDUÇÃO DO PRAZER
22:00h –CALDEIRÃO
00:00h –KINA RODRIGUES E BANDA
02:00h - VIGILIO


DOMINGO DIA 03/07/2011
14:00h – SAMBA DE RODA SUSPIRO DO IGUAPE
16:00h – SAMBA DE RODA RAIZES DO IGUAPE
18:00h –J. ARAUJO E BANDA
20:00h – NENHO

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Cidade começa ganhar colorido junino


A prefeitura municipal de Cachoeira já iniciou o trabalho de decoração do São João e Feira do Porto deste ano.
A Praça 25 de Junho foi o primeiro local onde a festa acontece, a ser enfeitada com bandeirolas multicoloridas. Este ano será comemorado ao aniversário de 40 anos da Feira do Porto com atrações culturais, uma vez que a feira de produtos típicos juninos no cais do porto de Cachoeira, existe há mais de uma século. Este ano, a prefeitura vai homenagear a tradição da produção do licor de Cachoeira, considerada a capital da bebida na Bahia. Uma dorna com capacidade para dois mil litros de licor será exposta na área dos festejos e abebida será distribuída gratuitamente para os apreciadores.

Posse de concursados


Em ato público realizado no antigo prédio da Secretaria Municipal da Educação(atual FTC), o prefeito do município de Cachoeira, empossou na manhã desta sexta-feira(20), profissionais de diversas categorias aprovados no concurso público realizado recentemente para o preenchimento de vagas. Os empossados começarão trabalhar a partir do dia 1º de junho.

Cachoeira ganha entreposto de mel

Foi inaugurado nesta sexta-feira (20) o Entreposto de Mel da Associação dos Apicultores do Recôncavo (AAR), na comunidade da Formiga, município de Cachoeira. A unidade também abrigará a sede da AAR. O Entreposto foi construído e equipado de acordo com os padrões exigidos para certificação de industrialização fornecida pelo Ministério da Agricultura. No local, os apicultores poderão beneficiar e comercializar o mel produzido na região. O projeto é o resultado da parceria do Instituto Brasileiro de Edu¬cação em Negócios Sustentáveis (IBENS) com a Votorantim Energia e o Instituto Votorantim por meio da articulação com o Conselho Quilombola do Vale do Iguape. O ato inaugural contou com as presenças de autoridades e populares.

Em Cachoeira, Secretária do Audiovisual dá início a Diálogos Brasil Audiovisual

Secretaria do Audiovisual promove diálogo em diversas regiões do Brasil

Diálogos Brasil Audiovisual é uma ação da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura

que tem como objetivo ampliar o diálogo com realizadores de todas as regiões do país, discutindo

as políticas públicas para fomento da produção audiovisual e colhendo contribuições para o

aprimoramento destas políticas, bem como para a formulação conjunta de outros mecanismos.

Para este ano estão previstos debates nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste. O primeiro

encontro acontecerá nos dias 21 e 22 de maio, na cidade de Cachoeira, que faz parte da

região do Recôncavo Baiano, realizado em parceria com a Representação Regional – Bahia

e apoio da Representação Regional Nordeste.

“A agenda é uma iniciativa que busca fortalecer ainda mais o diálogo com os diversos setores

do audiovisual. Diálogos Brasil Audiovisual representa a continuidade em busca do novo”,

afirma a secretária Ana Paula Santana.

Programação:

Sábado (21/05/2011) – Local: Auditório da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia –

Praça Ariston Mascarenhas, S/Nº – Cachoeira/BA

* 10h – Mesa de Debate:

“Do Fomento à produção: o audiovisual nordeste do Brasil“ -

Enceramento do evento “Quartas Baianas no Interior” – realização ABCV.

Participantes da mesa:

Ana Paula – SAV/MinC;

Sofia Frederico – DIMAS/SECULT-BA;

Danilo Barata – UFRB;Solange Lima – ABDN;

Mateus Damasceno – ABCV (mediador)

* 12h – Encerramento/almoço

* 14h - Diálogos Brasil Audiovisual - Local : Auditório da UFRB

Domingo (22/05/2011) Locais: Cachoeira, São Felix e Iguape

* 09h – Visita ao primeiro cinema da Região (fundado em 1922 e atualmente sendo restaurado pelo IPHAN)

* 09:30h – Visita a patrimônios étincos religiosos (cenários de diversos filmes)


Fonte: (cultura.gov.br)

II Jornada de Extensão Universitária da Bahia

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB e a Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS realizam em parceria a II Jornada de Extensão Universitária da Bahia – II JEUB.

Em 2009 a I JEUB constituiu um marco fundamental para o aprofundamento conceitual da Extensão Universitária baiana. Na ocasião, trouxemos para a mesa de debates o campo vasto e possível de atuação da Extensão, mas também o reconhecimento das limitações impostas pelas questões estruturais e cognitivas.

A II Jornada de Extensão Universitária da Bahia com o tema Extensão como Prática de Diálogos e Emancipação Humana pretende desnudar a natureza construtivista e transformadora da Extensão, fundada na interação participativa entre sociedade e universidade. Para tanto, sem perder de vista os conceitos e os fundamentos, torna-se necessário trazer outros elementos que incorporem dimensões mais operacionais como as metodologias participativas e a obrigatoriedade da Extensão nos currículos dos cursos.

O evento é aberto a toda comunidade universitária das várias universidades e faculdades da Bahia (professores, estudantes, técnico-administrativos); comunidade externa; movimentos sociais; organizações da sociedade civil, e professores e estudantes da educação básica.

Data: 08 e 09 de junho de 2011

Local: UFRB, Campus de Cruz das Almas

Período de inscrições: 29/04 a 20/05/2011

Mais informações: www.ufrb.edu.br/jeub

Aberta inscrição de projetos para Praças do PAC


Programa atende prefeituras e DF e prevê 800 praças para os próximos quatro anos

A seleção de projetos das Praças dos Esportes e da Cultura foi aberta pelo governo federal nesta quinta-feira (19). O programa, chamado inicialmente de Praças do PAC, vai integrar, no mesmo espaço físico, ações das áreas de cultura, esportes, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital. As 361 prefeituras e o Distrito Federal terão 120 dias para apresentar projetos para a Caixa Econômica Federal, órgão responsável pela liberação dos recursos. A contratação deve ser feita 60 dias após a entrega do projeto à Caixa; e as obras, em até 180 dias após a contratação.

“As Praças do Esporte e da Cultura são a tradução do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), voltadas diretamente ao reconhecimento qualificado da cidadania, principalmente para as comunidades social e economicamente vulneráveis”, avalia a ministra da Cultura, Ana de Hollanda.

Ao longo de quatro anos, serão construídas 800 praças no valor total de R$1,6 bilhão. Nessa primeira seleção, serão 401 praças, no valor previsto de R$900 milhões. “Com esses recursos do PAC, vamos garantir equipamentos de esporte e cultura para as áreas mais carentes das grandes cidades brasileiras”, afirma a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. “O objetivo é estabelecer uma parceria com as prefeituras”, acrescenta.

Multissetorial - A ação interministerial envolve as pastas do Esporte, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Justiça, e do Trabalho e Emprego. O Ministério da Cultura vai coordenar, monitorar e avaliar a aprovação e a execução das propostas selecionadas. Depois da finalização das obras, as Praças passam para a responsabilidade das prefeituras e do governo do Distrito Federal, que cuidarão da manutenção e gestão.

Toda documentação necessária está disponível na página eletrônica www.pracasdopac.gov.br.

Modelos

Serão três modelos básicos para as construções. O modelo de 700 m² prevê praça coberta e pilotis; pista de skate; equipamentos de ginástica; duas salas de aula; duas salas de oficina; Telecentro; Centro de Referência da Assistência Social (Cras); biblioteca e cineteatro/auditório com 48 lugares. Será adotado por 22 cidades.

O modelo de 3 mil m² – a ser implantado em 328 municípios – inclui um Cras, duas salas multiuso; biblioteca; telecentro; cineteatro/auditório com 60 lugares; quadra poliesportiva; pista de skate e equipamentos de ginástica; playground e pista de caminhada.

O modelo de 7 mil m² – que vai para 51 cidades – tem Cras; duas salas multiuso; biblioteca e telecentro; cineteatro com 120 lugares; pista de skate; equipamentos de ginástica e espaço criança; quadra poliesportiva coberta e quadra de areia; jogos de mesa e pista de caminhada.

Irmandade da Boa Morte será homenageada em São Paulo




O Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo começa a programação do primeiro semestre inaugurando uma série de exposições sobre a arte e cultura na perspectiva negro africana. Este ano os eventos ganham destaque e reforçam a importância do Museu, que está perfeitamente inserido na declaração da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), que em sua 64ª. Sessão declarou 2011, o Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes.

O objetivo da organização é fortalecer as medidas nacionais e a cooperação regional e internacional em benefício dos afrodescendentes, garantindo os direitos econômicos, culturais, sociais, civis e políticos, incluindo a participação e inclusão em todas as esferas da sociedade e a promoção de um maior respeito e conhecimento da diversidade, sua herança e sua cultura. Com curadoria do artista plástico e diretor-curador, Emanoel Araujo a nova programação será aberta no dia 14 de abril, às 19h30, com a inauguração da mostra “Elos da Lusofonia”. Ainda neste semestre abrirão outras cinco exposições “Tecidos e Adornos”, “Deuses D’África Visualidades Brasileiras”; “As Mulheres Negras da Irmandade da Boa Morte de Cachoeira”; “Hereros de Angola – de Sérgio Guerra” e “Dia Mundial do Meio Ambiente com Franz Krajcberg e Orlando Azevedo”.

Em maio, entre os dias 24 e 27, o Museu Afro Brasil promoverá, em comemoração ao Dia da África (25 de maio) o “I Encontro Afro-Atlântico na Perspectiva dos Museus”, um seminário internacional que reunirá personalidades e especialistas de vários países. Para o segundo semestre, destaque para Novembro, Mês da Consciência Negra, quando está prevista a inauguração da exposição “Mão Afro Brasileira – Novos Artistas Contemporâneos”.

Emanoel Araujo convida 15 artistas, que representam diferentes dimensões da arte contemporânea, abrangendo multiplicidade de uso de materiais, processo criativo e de provocação artística diversa. São eles: de São Paulo - Alex Hornest, Rosana Paulino, Ciro, Claudinei Roberto, Sidney Amaral; da Bahia – Naara Nascimento, Nem e Sergio Soares; de Minas Gerais – Jorge Luis dos Anjos, Sonia Gomes, Tiago Gualberto; da Paraíba – Dias Paredes; do Paraná – Washington Silveira; e de Pernambuco – Izidório Cavalcante.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

"Desafio Sabrae" no Recôncavo

O Serviço de Atendimento à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) – possui um
programa chamado “Desafio Sebrae” que está em sua 12ª edição.
Este é um dos principais programas de incentivo ao empreendedorismo entre
universitários do Brasil que já premiou vários jovens por suas ideias
originais e inovadoras.

O Desafio Sebrae é um jogo virtual que simula o cotidiano de uma empresa.
Universitários de todo o Brasil, organizados em equipes, testam sua
capacidade de administrar um negócio, tomar decisões e trabalhar em conjunto.
Nesta edição, os estudantes irão administrar uma fábrica de bicicletas,
seguindo a linha de veículos sustentáveis. Os vencedores da etapa nacional
ganharão uma viagem internacional para conhecer centros de empreendedorismo
na Espanha.

Neste ano, o desafio teve recorde de adesão entre os estudantes nas faculdades
da região do recôncavo baiano. Em 2011 o aumento do número
de inscrições foi de 70% em relação ao número do ano passado. Ao todo, no país
foram inscritos 144.641 estudantes universitários, o número corresponde a
2,9% da população universitária brasileira, que é de 5 milhões, segundo o censo
do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2008. Acompanhe
pelo site: http://www.desafio.sebrae.com.br/

Em visita às instituições a equipe do Sebrae trouxe informações sobre o programa
e esclareceu dúvidas.

“Este foi o passo inicial para oferecer aos alunos de diversos cursos uma
oportunidade de conhecer mais sobre empreendedorismo e gestão empresarial.
O Desafio é uma qualificação para o aluno de qualquer curso.” Carlos Henrique
Nunes de Oliveira – Coordenador do Sebrae na Região Sul do Recôncavo.

Vale lembrar que o Desafio Sebrae é reconhecido como atividade complementar e
muito bem visto pelo MEC – Ministério da Educação e Cultura nos processos de
avaliação institucional, podendo chegar à mais de 100 horas de qualificação com
certificado.

Segue abaixo o ranking de adesão entre as faculdades ao desafio:

UFRB – SAJ/CRUZ/AMARGOSA/CACHOEIRA - 290 inscritos.
IAENE – Cachoeira – 120 inscritos.
FAZAG – Valença - 110 inscritos.
FACEMP – Santo Antônio de Jesus - 91 inscritos.
Uneb - Santo Antônio e Valença -42 inscritos.
FAMAM – Cruz das Almas – 39 inscritos.
Unifacs – EAD – Santo Antonio - 17 inscritos.
FACE – Valença/Santo Antonio/ Amargosa - 15 inscritos.
UNOPAR – Cruz - 5 inscritos.

Fonte: Organizador Desafio Sebrae e site institucional.

União homoafetiva e o já consolidado reconhecimento no âmbito previdenciário

por Luciano Martinez


Na primeira quinta-feira do mês de maio de 2011, os ministros do Supremo Tribunal Federal, nos autos da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4277 e da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 132, reconheceram que a união entre pessoas do mesmo sexo tem status de entidade familiar.

Em histórica decisão, o STF deu ao art. 1.723 do Código Civil interpretação conforme à Constituição para dele excluir qualquer significado que impeça o reconhecimento como “entidade familiar” da união contínua, pública e duradoura entre pessoas do mesmo sexo. A união homoafetiva foi judicialmente reconhecida como sinônimo perfeito de “família”, atribuindo-lhe, por consequência, as mesmas regras da união estável heteroafetiva. A importante decisão do STF produzirá efeitos sobre diversos institutos do Direito de família, notadamente sobre o direito de adoção por casais do mesmo sexo, de partilha de bens e de herança.

Apesar da importância da atuação do STF, não se pode negar que o assunto já se encontrava num avançado nível de superação no plano do direito previdenciário. Afirma-se isso por conta do pioneirismo da decisão proferida na Ação Civil Pública nº 2000.71.00.009347-0. Foi justamente por meio desta medida judicial, aforada pelo Ministério Público Federal, na Seção Judiciária de Porto Alegre, que o INSS foi obrigado, há mais de dez anos, a reconhecer a união entre pessoas do mesmo sexo como uma entidade familiar, exatamente nos mesmos moldes das uniões estáveis entre heterossexuais. O INSS foi constrito a exigir das uniões homoafetivas nada mais do que habitualmente exigia das uniões estáveis heteroafetivas quando o assunto fosse a comprovação do vínculo afetivo e da dependência econômica presumida entre os casais no instante do processamento dos pedidos de pensão por morte e de auxílio-reclusão.

Nesse contexto, o INSS, diante da necessidade de estabelecer rotinas para uniformizar procedimentos a serem adotados pela linha de benefícios, viu-se compelido a publicar no longínquo 07 de junho de 2000 a Instrução Normativa INSS/DC Nº 25/2000. Este, sem dúvidas, foi um considerável passo na quebra do paradigma legislativo de proteção das relações afetivas de natureza unicamente heterossexual.

Há mais de uma década, portanto, o direito previdenciário, no plano do regime geral da previdência social, tem por superada a discriminação baseada na opção sexual das pessoas que, conscientes de suas opções, resolveram firmar laços familiares. É irrelevante, portanto, no contexto das relações previdenciárias que a convivência tenha sido estabelecida entre pessoas do mesmo ou de diferente sexo. O que importa fundamentalmente em qualquer uma das situações ora mencionadas é a prova de que estas pessoas mantiveram relações de interdependência. O que prepondera, enfim, é a afetividade dos sujeitos e não a sua biologicidade. O direito previdenciário, ainda que constrito pelo Judiciário, assumiu, como em muitos assuntos, a pole position.(Fonte: Gente&Mercado)

terça-feira, 17 de maio de 2011

Sessão especial comemora 14 anos da APAE de Cachoeira



Os 14 anos de fundação da APAE(Associação de Pais e Amigos de Excepcionais) de Cachoeira foram comemorados nesta segunda-feira(16) com uma sessão especial na Câmara de Vereadores. Na oportunidade a entida prestou homenagens a pessoas e instituições que nesses anos de existência da entidade têm prestado serviços à APAE. A presidente da APAE, Cleonice Rosa, em seu discurso, enfatizou o trabalho de inclusão social e resgate para a cidadania de crianças, jovens e adultos portadores de necessidades especiais que são assistidos pela entidade.

Ela também falou das parcerias com a prefeitura municipal e o governo federal para a manutenção da APAE, ressaltando que mesmo com o suporte oficial que recebe, as necessidades são muitas para o funcionamento pleno da entidade. Cleonice Rosa apelou para todos os segmentos da soceidade cachoeirana para apoiar o trabalho da APAE. "Precisamos da ajuda de todos para levar adiante o projeto da APAE". A presidente da APAE também falou da importância da construção da sede própria da entidade, lembrando que já possui um terrono no bairro Vila Morumbi doado pela Santa Casa de Misercórdia.

O provedor da Santa Casa de Misericórdia, Gilson Agrário, um dos homenageados da noite, ao agradecer a honraria anunciou a doação de cinco mil blocos para o início da construção da sede da APAE. Por sua vez, o vereador Carlos Menezes Pereira fez a doação de uma aparelho de televisão acoplado com DVD, cinquenta carteiras escolares e um quadro negro para a escola da APAE. A direção da APAE homenageou, além do provedor da Santa Casa, o psicólogo Raimundo Oliveira, a professora Gilcélia Uzêda, a indústria Masttrotto, a Câmara de Vereadores, Rotary Club de Cachoeira/São Félix, a Câmara de Veradores e a prefeitura municipal.

Promotor fala sobre guerra de espadas em Cachoeira


O promotor de Justiça titular da Comarca de São Félix e substituto de Cachoeira, Millen Castro, falou ontem à noite na Câmara de Vereadores de Cachoeira, sobre a campanha educativa e preventiva que o Ministério Público em parceria com a Policia Militar está desenvolvendo contra a guerra de espadas na cidade histórica. O promotor fez uma alerta à população sobre os perigos da queima de fogos de artifícios, com destaque para as aspadas pelo alto potencial explosivo. O representante do Minsitério Público Estadual enfatizou a importância do engajamento de todos os segmentos da sociedade no combate a perigosa brincadeira assinalando os riscos de acidentes graves como queimadoras e possíveis danos ao patrimônio de Cachoeira. Millen Castro também enfatizou as penalidades previstas na lei de porte de arma de fogo para aqueles que tocam, fabrica, comercializam ou armazenam espadas. O promotor disse que as autoridades vão agir com rigor contra os que forem flagrados infringindo a lei. "A polícia vai prender e os iinfratores serão penalizados de acordo com a lei", ele frisou.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

EM DEFESA DO DIPLOMA


Líderes pedem tramitação da PEC 33/09 em regime especial no Senado
A mesa diretora do Senado recebeu, nesta semana, um requerimento com a assinatura de líderes de partidos para que a PEC 33/09, que restitui a exigência de diploma para o exercício profissional do Jornalismo, tramite na Casa em regime especial. Os coordenadores da campanha em defesa do diploma orientaram os apoiadores do movimento a ampliarem esforços pela aprovação da matéria.
1


Democratização da Comunicação
FNDC promove seminário nacional sobre o marco regulatório das comunicações
Nos dias 20 e 21 de maio o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) realiza, no Rio de Janeiro, o seminário “Marco regulatório – Propostas para uma comunicação democrática”. O evento pretende pactuar algumas questões que o movimento pela democratização da comunicação irá reivindicar, bem como definir uma plataforma política dos movimentos sociais para o debate sobre o novo marco regulatório das comunicações.

Margareth Menezes e Jacson Costa em Cachoeira

A cantora Margareth Menezes e o ator e apresentados do Programa Aprovado da TV Bahia, Jacson Costa, estiveram ontem em Cachoeira, onde almoçaram no Restaurante Beira Rio. Depois do almoço, os artistas foram até o Ateliê de Fory. Jacson Costa e Fory são velhos conhecidos, uma amizade iniciada no início da década de 80, época em que ambos participaram como alunos do Projeto de Teatro Chapéu de Palha, idealizado pela saudosa atriz Jurema Penna. O papo no ateliê rolou em torno das lembranças do extinto curso e do saudoso ator Mário Gusmão, um dos instrutores do Chapéu de Palha.

Capoeiruçu ganha ambulância nova



O prefeito do município de Cachoeira, Fernando Antônio da Silva Pereira, fará a entrega de uma ambulância nova aos moradores do distrito de Capoeiruçu, nesta tera-feira(16), às 17h. O veículo foi adquirido pela prefeitura municipal, que também, comprou mais quatro novos carros, sendo que um utilitário será destinado aos serviços da merenda escolar do município. Os demais veiculos ficarão à disposição das secretarias municipais. Os novos veículos da frota municipal de transporte foram mostrados à população no último sábado.

sábado, 14 de maio de 2011

Ministra da Cultura visita Cachoeira


A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, visitou neste sábado Cachoeira, cidade histórica e monumento nacional, no Recôncavo baiano, distante 110km de Salvador. Sem grandes assédios, a titular da pasta da Cultura, que enfrenta momentos de turbulência em seu ministério, caminhou tranquilamente pelas ruas da cidade onde visitou as obras em andamento de restauração do prédio do cinema e do painel de azulejo português da Igreja da Matriz de Nossa Senhora do Rosário. Acompanhada de uma neta pequena e do presidente nacional do IPHAN, Luis Fernando Almeida, Ana de Hollanda chegou em Cachoeira, num helicóptero do governo do estado. No Estádio Municipal 25 de Junho, onde a aeronave pousou, às 9h, a ministra foi recepcionada pelo prefeito Fernando Antônio da Silva Pereira, o secretário da Cultura e Turismo, Lourival Trindade e pelo presidente da Câmara de Vereadores, Júlio César Costa Sampaio. Também fez parte da comitiva, o diretor do IPAC(Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural, Frederico Mendonça, além de técnicos o IPHAN e assessores do Ministério da Cultura.


O grupo seguiu pela Rua 7 de Setembro, onde a ministra conheceu os imóveis em ruína que foram desapropriados pela prefeitura de Cachoeira e doados à UFRB(Universidade Federal do Recôncavo da Bahia) para restauração e implantação de residências estudantis. Na Praça Teixeira de Freitas, onde está localizado o prédio do Cinema adquirido pelo IPHAN, que está sendo restaurado com recursos do Programa Monumenta do MinC e que, depois de pronto, será incorporado ao patrimônio da UFRB para o Curso de Cinema e Audiovisual, juntou-se à comitiva o reitor da universidade Paulo Gabriel Nacif e o diretor do CAHL(Centro de Artes Humanidades e Letras), Xavier Vatin.


Caminhando, a ministra e a comitiva seguiram até Praça da Aclamação, onde o presidente do IPHAN mostrou os monumentos já recuperados no centro histórico da cidade pelo Programa Monumento. Em seguida, rumaram para a Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário. Na igreja matriz, Ana de Hollanda viu as obras de restauração do painel de azulejo português que reveste toda a nave do templo e ouviu explicações técnicas do arquiteto do IPHAN, Francisco Santana, responsável pelo acompanhamento da obra. Na saída as igreja, Ana Holanda ganhou um mimo do prefeito de Cachoeira:um buquê de flores. Depois, o grupo visitou as obras do cinema e, em seguida, rumou para as instalações do CAHL da UFRB, totalmente restaurado pelo Ministério da Cultura, através do Programa Monumenta, na gestão do ex-presidente Lula. O deputado federal Ruy Costa (PT) representando o governador Jaques Wagner juntou-se à comitiva.


A ministra também visitou rapidamente a sede da Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte, a capela de Nossa Senhora da Ajuda, este o primeiro monumento restaurado em Cachoeira pelo Programa Monumenta. No percurso para o CHAHL, uma casa de produtos religioso para a prática de rituais de candomblé chamou a curiosidade de Ana de Hollanda. No local, entre outros produtos são vendidas ervas, garrafadas e amuletos contra inveja e mau olhado. O último compromisso de Ana Holanda em Cachoeira, foi uma reunião com representantes da prefeitura , da UFRB e do IPAC no escritório local do IPHAN. A ministra seguiu para a cidade de Santo Amaro onde estava agendado um almoço na casa de Dona Canô, além de assistir as celebrações do Bembé do Mercado, o evento tradicional que festeja o fim da escravidão no Brasil.


A ministra disse que veio Cachoeira conhecer os projetos de restauração do IPHAN em andamento na cidade, a exemplo da restauração do prédio do cinema e o painel de azulejo da Igreja Matriz. Ela elogiou o trabalho que está sendo desenvolvido, destacando a preocupação dos técnicos com a pesquisa para a restauração das obras. Sobre o Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas, o programa que substituiu o Monumenta, Ana Holanda adiantou que está conversando com a Petrobras e o BNDES(Banco de Desenvolvimento Econômico e Social) para firmar parcerias para execução de obras previstas no programa. A ministra disse também que já conversou com o governador Jaques Wagner sobre a implementação do PAC das Cidades Históricas que prevê a restauração de alguns importantes monumentos em Cachoeira.


A respeito do corte no orçamento do Ministério da Cultura, pela presidente Dilma Rousseff, a ministra disse que as dificuldades deste primeiro ano de governo já eram esperadas, mas que fez questão de frisar que “ o momento é de muito trabalho e organização”. Ele destacou que uma das suas metas de sua gestão, é a criação da Secretaria de Economia Criativa. O órgão de acordo com a ministra, terá com o objetivo estudos para assegurar a sustentabilidade de projetos. “A nossa intenção é garantir uma atuação permanente na difusão e distribuição racional das ações do MINc”, arrematou Ana Holanda que se disse confiante na aprovação no Congresso Nacional da nova lei de incentivo à Cultura, a Pró-Cultura.



quinta-feira, 12 de maio de 2011

Quartas Baianas no Interior

Projeto patrocinado através de edital pelo Banco do Nordeste, tem por objetivo proporcionar a difusão e a interiorização de filmes produzidos na Bahia, em especial do acervo do projeto Quartas Baianas. Serão realizadas mostras de filmes, debates e oficinas em cinco municípios do estado (Camaçari, Feira de Santana, Cachoeira, Lençóis e Vitória da Conquista).

O projeto também contempla a produção de caixa coletânea de DVD`s contendo filmes que participaram da programação do Projeto Quartas Baianas durante os sete anos de existência.

Em Cachoeira o projeto conta com apoio da UFRB, do Cineclube Mário Gusmão e da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura e Turismo.

Programação da Mostra:

Data: 18 a 20/05 às 20h

Praça da Aclamação em Cachoeira

P.S.: Com exceção do dia 18.05 que começará às 19:30h no auditório da Fundação Hansen Bahia

18/05 (quarta):

Local: Auditório da Fundação Hansen – Bahia – 19:30h

*Programação Cine Mário Gusmão

Anil, Fernando Bélens – 1990, 8 min, 16 mm, exp

Brabeza, José Umberto Dias e Robinson Roberto Sales Barreto – 1978, 22 min, S8, ficção

Silent Star, Alexandre Guena – 2009, 13 min, vídeo, exp

Agosto, Wallace Nogueira – 2011, 13 min, vídeo, exp

Sensações Contrárias, Amadeu Alban, Jorge Alencar e Matheus Rocha – 2007, 5 min, vídeo, exp

O Pátio, Glauber Rocha – 1959, 13 min, 16 mm, ficção

Lançamento de Agosto com participação do diretor Wallace Nogueira.

19.05 (quinta):

Maniçoba, Paulo Hermida e Petrus Pires - 9' 23"

O Carroceiro, Ney Negrão - 13'

Cachoeira, Cidade do Recôncavo, Ney Negrão - 10' 



Irmandade da Boa Morte, Alonso Rodrigues - 10'

Hansen Bahia, Joel de Almeida - 15'

A Busca da Noite, Cícero Bathomarco – 24'

Debate com Joel de Almeida (Hansen Bahia) e Paulo Hermida (Maniçoba).

20.05 (sexta):

Lençóis, Claude Santos - 9'

Oriki, Jorge Alfredo e Moisés Augusto – 15’

Na Terra do Sol, Lula Oliveira – 13'

Pierre Verger, Chegar à Bahia, Carlos Pronzato - 12'

A lenda do Pai Inácio, Póla Ribeiro - 41'

Debate com Lula Oliveira (Na Terra do Sol) e Carlos Pronzato (Pierre Verger, Chegar à Bahia).

21.05 (sábado)

O Corneteiro Lopes, Lázaro Faria - 20'

Memórias da Capoeira do Recôncavo, Pedro Habib - 54'

Debate com Lázaro Faria (O corneteiro Lopes) e Pedro Habib (Memórias da capoeira do recôncavo).

Programação das Mesas e Conferência:

Conferência – 20/05 / Auditório da UFRB / 10h:

Coalizão Pela Diversidade Cultural + APC – Ba

Participante:

Geraldo Moraes

Mesa – 21/05 / Auditório da UFRB / 10h:

Tema: Do fomento à produção: o audiovisual no interior da Bahia

Participantes:

Sofia Federico / Dimas

Danilo Barata / UFRB

Solange Lima / ABDn

Mateus Damasceno (ABCV - mediador)

Monica Trigo / Minc BA

Oficina de Audiovisual:

19 a 21/maio

Horário: 9 às 17h

Local: UFRB

Vagas: 20

Facilitadores: Wallace Nogueira e Marcelo Matos

O projeto Quartas Baianas no Interior propõe em sua programação um espaço voltado para a formação.

Serão realizadas oficinas teórico – práticas de linguagem e produção audiovisual com o com o objetivo de gerar um produto audiovisual de curta duração.

A proposta desta atividade é se aproximar da idéia de “meeting de produção” onde cada equipe de facilitadores conduzirá a realização de um vídeo de até 5 minutos: da criação do roteiro à edição.

Mais informações: http://abcvbahia.com.br/qbi/

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Mostra Curto Encontro


Estão abertas as inscrições para a Mostra Curto Encontro, que será realizada de 25 a 31 de julho, em 13 cidades baianas simultaneamente.
Serão selecionados vídeos de qualquer parte do país e produzidos em qualquer ano e sobre qualquer tema/categoria que tenham de 5 a 20 minutos.

Os realizadores poderão inscrever quantos vídeos quiserem, concorrendo a prêmios em dinheiro, troféu e exibição na TVE.
As inscrições são gratuitas e online. A Mostra conta com o patrocínio dos Correios e o apoio da FUNCEB, DIMAS e IRDEB que promoverão, além da exibição, debates e oficinas.

Mais informações e inscrições no site www.tabuleiroproducoes.com.br



Inscrições: 15 de abril a 15 de maio
Mostra: de 25 a 31 de julho, em 13 cidades baianas
Informações:
curtoencontro@tabuleiroproducoes.com.br (71)30185012

terça-feira, 10 de maio de 2011

Prefeito de Cachoeira entrega sistema de abastecimento de água e trator na zona rural



O prefeito do município de Cachoeira, Tato Pereira, entregou no último sábado, o sistema de abastecimento de água e um trator agrícola aos moradores do povoado do Tupim. No mesmo dia foi entregue o novo mobiliário da escola creche da comunidade. Os moradores receberam os benefícios em clima de festa. O sistema de abastecimento de água com extensão de rede vai atender a todas as famílias da localidade uma das maiores produtoras de mandioca do município. O uso do trator agrícola para o preparo da terra será administrado pela Associação de Moradores do Tupim, que receberá assessoria técnica da prefeitura municipal através da Secretaria de Agricultura.

Embasa deixa tanques de estação de tratamento abertos no Bairro do Tororó


Tanques de uma estação de tratamento inacabada de redes esgotos do sistema de saneamento básico administrado pela Embasa, no populoso bairro do Tororó, na cidade de Cachoeira(distante 110 km de Salvador) estão sem tampas e cheios de água parada. O equipamento foi construído próximo a residências habitadas por famílias com muitas crianças que brincam no local expostos a risco de acidentes. Além desse perigo que o descaso oferece, a água de chuva acumulada nos tanques destampados representam risco para a saúde pública por ser um potencial foco de dengue.
Uma cerca de arame farpado protege o entorno da obra, porém o acesso ao local é livre, pois não há portão para barrar o acesso das pessoas, principalmente de crianças. A obra inacabada da Embasa também fica a poucos metros de uma escola creche da rede municipal.
Segundo denúncias de moradores, todas as estações de tratamento de esgotos existentes no perímetro urbano de Cachoeira, cidade histórica tombada como patrimônio nacional, necessitam de manutenção. Os referidos equipamentos funcionam precariamente e exalam forte mau cheiro, a exemplo das estações de tratamento localizadas nas margens do Rio Paraguaçu, no Jardim Grande, e na Rua da Feira, onde os moradores reclamam da situação e cobram providências das autoridades da Embasa.

Cinema em Cachoeira

O Projeto Quartas Baianas chega a Cachoeira. De 18 a 21 de maio serão exibidos filmes produzidos na Bahia, na Praça da Aclamação, no Centro Histórico. A iniciativa conta com o apoio da prefeitura municipal através da Secretaria de Cultuira e Turismo.

Brasil terá nova forma para descarte de lixo em 2012


Processo para instalação da logística reversa envolve governos, empresas e cidadãos

A partir do segundo semestre de 2012, o Brasil vai implementar uma nova forma de lidar com o descarte de cinco grupos de resíduos. Serão estabelecidas regras fixas para produtos como eletroeletrônicos; remédios; embalagens; resíduos e embalagens de óleos lubrificantes; e lâmpadas fluorescentes de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista. É o começo do processo para a instalação da logística reversa, o principal instrumento da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

A lei 12.305, de agosto de 2010, definiu que na logística reversa todos os fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e cidadãos têm responsabilidade compartilhada na correta destinação do produto adquirido. Sua implementação vai garantir o aumento do percentual de reciclagem no Brasil. Atualmente, o País recicla pouco. Um percentual de resíduos secos que podia atingir a casa dos 30%, não passa hoje de cerca de 13%.

A ideia central é que a vida útil do produto não termina após ser consumido, mas volta a seu ciclo de vida, para reaproveitamento, ou para uma destinação ambientalmente adequada. Outro caminho que vai garantir ao Brasil o aumento da reciclagem é o da coleta seletiva. Além de significar uma economia anual aos cofres da União da ordem de R$ 8 bilhões, o aumento da reciclagem também vai evitar que esses resíduos cheguem aos aterros sanitários.

Grupos - Na última quinta-feira (5), foram instalados cinco grupos de trabalho para implementar este tipo de logística. As cadeias que farão parte deste primeiro grupo são: eletroeletrônicos; lâmpadas de vapores mercuriais, sódio e mista; embalagens em geral; embalagens e resíduos de óleos lubrificantes; e o descarte de medicamento.

Esses grupos de trabalho vão debater e definir quais os tipos de produtos de cada cadeia e os tipos de resíduos que serão submetidos à logística reversa. Foram convidados a participar destes grupos todos os atores envolvidos dentro da cadeia de responsabilidade compartilhada, como importadores, fabricantes, distribuidores, comerciantes, o Movimento Nacional de Catadores de Material Reciclável, representantes dos estados e dos municípios.

Os grupos de trabalho serão responsáveis por definir, por exemplo, como será custeado todo o processo e quem vai arcar com ele. A segunda etapa será a elaboração de um estudo de viabilidade técnica-econômica para as cadeias e depois a definição de subsídios para elaboração de um edital onde o governo federal convoca um acordo setorial para cada uma das cadeias. Atualmente quatro setores já implementam a logística reversa: agrotóxicos; pilhas e baterias; pneus e óleos lubrificantes.

Logística reversa - A logística reversa é um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada.

TVE Bahia: Perfil & Opinião entrevista sociólogo Juarez Bonfim

O Perfil & Opinião desta quarta-feira (11/05), às 22 horas pela TVE Bahia, apresenta uma entrevista com o sociólogo Juarez Bonfim. Nascido em Salvador, em 1959, Bonfim é doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca (Espanha), mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e professor-adjunto do Departamento de Ciências Humanas e Filosofia da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Em sua tese de doutorado, o pesquisador faz um estudo sobre a sustentabilidade do Pelourinho após as restaurações empreendidas na região desde os anos 1990. O tema, também abordado em seu livro O Centro Histórico da Cidade de Salvador, lançado pela Editora UEFS em 2010, vem sendo ainda objeto de artigos e conferências de Bonfim, interlocutor dos mais requisitados para tratar do assunto por autoridades públicas e especialistas dos mais diversos segmentos.

Produzido por Nonato Freire, o Perfil & Opinião conta com apresentação de Denny Fingergut e pode ser conferido em nova exibição no próximo sábado (14/05), às 20 horas, ou nos mesmos horários de exibição televisiva pelo portal www.irdeb.ba.gov.br


UFRB divulga lista de vagas ofertadas para o Processo Seletivo 2011.2

No Prosel 2011.2, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia ofertará 760 vagas em 14 cursos. A seleção ocorrerá através do SISU (Sistema de Seleção Unificada), elaborado pelo MEC para selecionar os candidatos do Enem às vagas das Universidades Federais. Confira as vagas ofertadas para o Prosel 2011.2. Para mais informações sobre o Prosel da UFRB, acesse www.ufrb.edu.br/prosel e www.ufrb.edu.br/dicasenem.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Cartão Nacional de Saúde em todo País até 2014

Meta é emitir 200 milhões de cartões nos próximos três anos

Construir um registro eletrônico que permita aos cidadãos, aos gestores e profissionais de saúde acessar o histórico de atendimentos dos usuários no SUS. Esse é o principal objetivo do Sistema Cartão Nacional de Saúde, uma base de dados nacional que vai identificar os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o País, regulamentadona última segunda-feira (2), em portaria publicada no Diário Oficial da União. A meta é implantar o registro eletrônico de saúde em todos os municípios brasileiros até 2014 e com isso melhorar a gestão da rede pública de saúde. Ao todo, deverão ser emitidos 200 milhões de cartões, nos próximos três anos, numa ação em conjunto com estados e municípios.

Com o Sistema, será possível, por exemplo, saber a participação de uma determinada pessoa em campanhas de vacinação, se ela foi atendida em um posto de saúde ou se fez exames e cirurgias.

O Ministério da Saúde será responsável por desenvolver as bases de dados do Sistema Cartão e oferecê-las a todas as unidades públicas de saúde. Também fará a manutenção e o gerenciamento do banco de dados e prestará cooperação técnica aos gestores locais no processo de cadastramento dos usuários do SUS.

De acordo com a portaria, as Secretarias estaduais e municipais de Saúde que já possuem algum tipo de sistema integrado de registro de dados em saúde terão um ano para emitir e distribuir os novos cartões. Com o formato de um cartão de crédito, ele trará uma etiqueta com dados pessoais do usuário e um número, fornecido pelo Ministério da Saúde.

Cadastramento e Registro Online

Para se cadastrar, os usuários do SUS deverão fornecer o endereço do domicílio permanente, independentemente do município em que esteja no momento do cadastramento ou do atendimento. No caso de brasileiros residentes no exterior e estrangeiros não residentes no Brasil que busquem atendimento no SUS, deverá ser registrado como endereço de domicílio permanente apenas o país e a cidade de residência. As pessoas que não possuírem o Cartão Nacional de Saúde não serão impedidas de receber atendimento em qualquer estabelecimento público de saúde.

Além de identificar os usuários do SUS, o cartão servirá de base para que o próprio cidadão acompanhe seu histórico de consultas médicas. O Portal de Saúde do Cidadão permitirá - em área restrita ao usuário - acesso aos dados cadastrais, atendimentos por meio do SUS e informações sobre a rede pública de serviços de saúde.

Todas as informações dos usuários terão garantia de segurança tecnológica para que não seja violado o direito constitucional à intimidade, à vida privada, à integralidade das informações e à confidencialidade dos dados.