quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Obras de requalificação recupera calçamento do Rosarinho


A prefeitura municipal, através da Secretaria de Obras e Meio Ambiente, está executando a requalificação do calçamento do Alto do Rosarinho, um dos bairros mais populosos da cidade e com importante referência para da herança africana deixada pelos escravos em Cachoeira. Os trabalhadores estão reconstruindo os trechos danificados e alguns já destruídos do calçamento das ruas do bairro. Os moradores do bairro estavam cobrando a intervenção da prefeitura para acabar com os transtornos provocados pela situação de degradação do calçamento. Encontram-se no Alto do Rosarinho, importantes terreiros de candomblé, a Igreja e o Cemitério dos Nagôs, além do Cemitério da Ordem Terceira do Carmo, que está sendo restaurado pelo IPHAN, através do PAC das Cidades Históricas.

Prefeito e representantes do consórcio do Estaleiro Enseada do Paraguaçu fazem visita técnica a Santiago do Iguape




O prefeito Carlos Pereira esteve ontem no distrito de Santiago do Iguape, zona rural de Cachoeira, acompanhado do diretor de Relações Interinstitucionais do Consórcio do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, Humberto Rangel  e  do empresário Jarbas Filho. Também participaram da visita, os assessores do gabinete do prefeito Cléber Brito e Alex Kaorner Simões, além de um engenheiro do Consórcio.
Em Santiago do Iguape,  o prefeito Carlos Pereira  mostrou aos representantes do Consórcio responsável pela construção do Estaleiro Enseada do Paraguaçu, áreas que poderão ser disponibilizadas pelo município  para a construção de obras  infraestrutura  vinculadas à logística do projeto do estaleiro, a exemplo de píer e atracadouro. Ainda na oportunidade, o empresário Jarbas Filho, que pretende instalar uma metalúrgica no local, com o objetivo de fornecer peças para o empreendimento,  visitou algumas áreas onde  a  unidade de produção poderá ser instalada.
Antes da visita ao distrito de Santiago do Iguape, os integrantes da comitiva participaram de reunião no gabinete do prefeito. Carlos Pereira  cobrou  do diretor de Relações Interinstitucionais  do Consórcio Enseada do Paraguaçu, oportunidades  de  trabalho para a mão de obra cachoeirana. O prefeito  ressaltou que o município  está investindo na qualificação profissional  de jovens,  através da parceria com o Pronatec, Senac e Senai,  visando  as perspectivas da abertura de vagas  no empreendimento. “ Nós estamos acreditando nos impactos socioeconômicos positivos da construção do estaleiro em nosso município , por isso investimos na capacitação da mão de obra”, o prefeito Carlos Pereira justificou a sua solicitação.

UFRB oferece atendimento nutricional gratuito através do PROSAJ

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) está com inscrições abertas para atendimento nutricional gratuito através do Programa de Promoção da Saúde em Santo Antônio de Jesus (PROSAJ). O serviço está disponível para toda a comunidade acadêmica e para residentes no município de Santo Antonio de Jesus e região circunvizinha.
Dentre as modalidades de atendimento oferecidas pelo PROSAJ destacam-se a atenção nutricional e o acompanhamento ambulatorial individualizado. O público-alvo são adolescentes, adultos e idosos, expostos ou não ao risco de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, assim como indivíduos portadores de Hipertensão, Obesidade, Diabetes Mellitus e/ou Síndrome Metabólica.
O acompanhamento ambulatorial é realizado por estudantes do curso de Nutrição da UFRB, sob a supervisão das professoras Clotilde Oliveira e Judelita Cunha e coordenação da professora Priscila Costa. As consultas são realizadas no Centro de Ciências da Saúde (CCS) da UFRB, campus de Santo Antonio de Jesus. O espaço está estruturado com um ambulatório e uma sala para realização de atividades de educação em saúde.
Os atendimentos seguem protocolos específicos e incluem a triagem nutricional, avaliação da composição corporal, avaliação nutricional, aconselhamento alimentar e plano alimentar. O agendamento das consultas é realizado através do e-mail  prosaj.atendimento@gmail.com ou pessoalmente às segundas-feiras, das 13h às 17h, na sala do PROSAJ.
Sobre o programa
O PROSAJ se constitui em um Programa de Extensão Interdisciplinar de caráter permanente e integrativo das ações voltadas para a promoção da saúde, prevenção e controle de doenças crônicas não transmissíveis. Além de promover assistência nutricional à população, o PROSAJ se constitui em um espaço privilegiado para a produção, apropriação e transmissão do conhecimento em saúde.

Desfile do 7 de Setembro em Capoeiruçu destaca Direitos Humanos


Com o tema “A conquista da Independência nos dias atuais contra os abusos, a intolerância e a exclusão”, as escolas das redes estadual e municipal da localidade de Capoeiruçu, vão celebrar os 191 anos da Independência do Brasil, no dia 7 de setembro com a realização do tradicional desfile cívico. Segundo os organizadores do evento, as questões referentes aos Direitos Humanos, tema do desfile deste ano, estarão expostas no desfile, através de cartazes e faixas com frases que expressam o combate à exploração infantil, a violência contra as mulheres, as mais diversas formas de intolerância e preconceitos

As atividades terão início às terá início às 8h, com saída do loteamento Boa Fé em direção à Igreja Católica, onde ocorrerão as apresentações finais dos colégios participantes e fanfarras. Já estão confirmadas as presenças no desfile, além dos estudantes das escolas de Capoeiruçu, o Tiro de Guerra de Cachoeira, integrantes do 2º Pelotão da 27ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), prepostos 32ª Ciretran(Circunscrição Regional de Trânsito). Também participam do desfile componentes do Coral de Libras da Faculdade Adventista e alunos e dirigentes da Apae (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais).

A professora Lindinéia Marques, diretora da Escola Rural, destacou a importância das comemorações cívicas em homenagem a Independência do Brasil, naquela comunidade como uma forma de expressão do avanço na educação em Capoeiruçu, localidade da zona rural de Cachoeira. “O desfile cívico resgata uma tradição e confirma o crescimento e os avanços da educação em nossa comunidade”, disse a professora.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Cachoeira vai sediar encontro regional de educação do Sistema Positivo, no dia 24 de outubro.




O município de Cachoeira, através da Secretaria Municipal de Educação, foi escolhido para sediar o  encontro Regionalizado da Bahia do Sistema de Ensino Brasil da Editora Positivo. O evento está marcado para o dia 24 de outubro com o apoio da prefeitura municipal, através da Secretaria Municipal de Educação e da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia). Estão sendo aguardados pelos organizadores do evento, aproximadamente 300 participantes, entre gestores municipais e secretários de Educação. A iniciativa, segundo Maura Cristiane Balbinot, coordenadora Pedagógica Regional do Sistema Positivo na área Pública, possibilita a troca de experiências em práticas educacionais em diversas localidades. As atividades da programação serão concentradas no auditório do CAHL (Centro de Artes Humanidades e Letras) da UFRB e acontecem no período da Flica( Festa Literária Internacional de Cachoeira).

Sepultamento do aposentado Gilberto Simões será às 15h em Cachoeira

Está marcado para às 15h, o sepultamento do aposentado dos Correios, Gilberto Simões de Oliveira, no Cemitério da Piedade. O aposentado morreu ontem à tarde no Hospital São João de Deus da Santa Casa  de Misericórdia. O corpo está sendo velado na sede da Loja Maçônica Caridade e Segredo, da qual o aposentado era membro. Gilberto Simões também fazia parte da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira. Era viúvo e deixa dois filhos adultos José Inácio e Conceição, além de netos e bisnetos. O féretro sairá da Loja Maçônica Caridade e Segredo.

domingo, 25 de agosto de 2013

Abram as portas para a Santa Cruz! A Esmola Cantada está na rua.

Esmola em nome da fé
Os integrantes do Grupo Esmola Cantada da Ladeira da Cadeia neste momento estão percorrendo as ruas da cidade histórica de Cachoeira(110km de Salvador), passando de casa em casa, para pedir colaboração para a realização dos festejos anuais em louvor à Santa Cruz.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Dia do Folclore foi marcado em Cachoeira com muitas atrações

As lendas, adivinhações, brincadeiras, folguedos e danças ontem tomaram conta da arena da Fundação Hansen Bahia para festejar o Dia Nacional do Folclore. A iniciativa da Biblioteca Municipal Ernesto Simões Filho em parceria com a Fundação Hansen atraiu um público formado por crianças e adolescentes das escolas de Cachoeira. A programação iniciada pela manhã se estendeu até o final da tarde repleta de atrações que mostraram toda a riqueza e diversidade do nosso folclore. O público presente pode ainda ter acesso a diversos livros do acervo da Biblioteca Ernesto Simões Filho sobre o folclore brasileiro, expostos no local do evento.

A programação foi aberta pelo grupo de Samba de Roda da Apae de Cachoeira, seguida da capoeira Muleki é Tu . As apresentações foram intercaladas de brincadeiras e adivinhações. Ainda na parte da manhã houve a apresentação de um grupo de dança composto por estudantes da cidade de Muritiba.
Na parte da tarde, a programação prosseguiu com apresentação do Bumba meu Boi da Ladeira da Cadeia, contação de lendas folclóricas, mais brincadeiras e o Trança-Fitas. O evento contou com apoio da prefeitura de Cachoeira por meio da Secretaria de Cultura e Turismo do município.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Cachoeira está no PAC das Cidades Históricas

A cidade de Cachoeira assinaou o PAC das Cidades Históricas em 2010 em Salvador, ainda na gestão do presidente Luis Inácio Lula da Silva. A primeira ação do programa que substituiu o Monumenta do governo federal através do Minstério da Cultura  foi a restauração dos paineis de azulejo português da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário. Com recursos do PAC das Cidades Históricas está sendo restaurado o Cemitério da Ordem terceria do Carmo no abirro do Alto do Rosarinho. Está na prevista a liberação de novos recursos para investimentos na restauração do patrimônio de Cachoeira na segunda etapa do PAC das Cidades Históricas. Além de recursos para a restauração de prédios históricos, o programa prevê a liberação dinheiro para a restauração de imóveis particulares. O prefeito Carlos Pereira estará amanhã, em Salvador, com o superintendente regional do IPHAN(Instituto do Patrimônio Histórico, Artistico Nacional), Carlos Amorim. Entre outros assuntos de interesse do patrimônio de Cachoeira, o prefeito também pretende obter mais informações sobre a próxima eta do PAC das Cidades Históricas, para o qual o município está devidamente habilitado.

Suspeito de cometer assaltos em Cachoeira e São Félix foi preso pela Polícia Militar

 O homen identificado como sendo Israel da Silva Lima, de 21 anos, morador do bairro do Lobato, subúrbio de Salvador, foi preso nesta quarta-feira, no final da tarde no povoado da Murutuba por uma guarnição da PM 2º Pelotão de Cachoeira e posteriorteriormente levado para Delegacia de São Félix. Naquela delegacia, ele foi autuado em flagrante pela delegada Karina Alves Dórea Costa. Israel permanece preso em São Félix. Em entrevista ao repórter Adailton Albuquerque, do Programa Paraguassu Notícias, o homem disse que o seu pai reside no povoaodo da Murutuba, zona rural de Cachoeira, onde ele foi preso.

Israel teria confessado a prática de assaltos a diversas pessoas  tanto em Cachoeira quanto em São Félix. O último crime que ele teria cometido foi um assalto à dona de casa Valdemira Santana,42 anos, moraodra do Sítio Bela Vista, no município de Conceição da Feira. A vítima teria ido a agência do INSS de São Félix para fazer uma perícia médica  tendo sido surpreendida pela assaltante. Israel teria levado a sua bolsa contendo R$ 350,00, além de uma telefone celular. A dona de casa prestou queixa  do assalto e teria reconhecido Israel como o autor do crime. As autoridades policais estão guardando outras pessoas na delegacia possíveis vítimas do preso.(Fonte: Adailton Albuquerque)

Quintal...saudade ou Utopia?



Um belo livro de iniciação à cultura e sabedoria popular, de Nair Spinelli Lauria.

Quem na infância não brincou de roda? E com ela descobriu que caranguejo não é peixe? Ou simplesmente atirou o pau no gato?  Chegou ao céu pulando de um pé só e se divertiu jogando pião. Foi pensando em resgatar e registrar como Patrimônio Imaterial Infantil Brasileiro, que a cantora e pesquisadora Nair Spinelli, a Nairzinha (como carinhosamente é conhecida), escreveu o livro “Quintal...saudade ou Utopia? ", que será lançado no próximo dia 24 de agosto, a partir das 18 horas, no Museu Carlos Costa Pinto, no Corredor da Vitória, em Salvador.  
O livro conta a história da Cultura da Brincadeira, em 15 capítulos com 280 páginas. A partir do ano de 1500, situa os índios, como viviam e vivem, como brincavam, como cantavam e como trabalhavam, qual sua estrutura de organização social e parte das palavras, brincadeiras, lendas vivas na nossa cultura até os dias de hoje. Como constatação as brincadeiras populares são uma herança clara da cultura indígena, dos negros e portugueses.
A autora reuniu cerca de 300 brincadeiras, histórias e canções com suas respectivas identidades. Nela aparece a história das brincadeiras como cultura de humanidade, seus caminhos e suas adaptações através dos tempos.  Segundo Nairzinha, a publicação desse livro faz parte do compromisso de devolver as crianças brasileiras, sua brincadeira através da escola e da família.
Para a Presidente do Conselho Editorial da EDUNEBA, professora Maria Nadja Nunes Bittencourt, a prática do folclore infantil com as crianças resgata nossa qualidade de brincantes, nos devolve a alegria das pequenas coisas. “Nossos olhos vão se encher do brilho das estrelas. Teremos medo somente do simbólico bicho-papão, do curupira, da mula sem cabeça. Nosso coração vai esquentar com o toque de outros corações e vamos rir, rir até não puder mais, de simples e pequeninas coisas” declara.
Nair Spinelli Lauria (Nairzinha) – Cantora, compositora, assistente social e pesquisadora do folclore infantil brasileiro há 40 anos. Idealizadora do programa Cirandando-Brasil que resgata, atualiza e devolve a cultura da brincadeira brasileira para crianças, seus pais e professores. No presente momento a pesquisadora possui contextualizadas - do ponto de vista étnico, histórico antropológico e musical, um acervo de 2.000 peças do folclore infantil brasileiro.
 
 

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Conselho Estadual e Secult divergem sobre eleição na Estadual



Faltam menos de dois meses para a V Conferência Estadual de Cultura, que acontece entre os dias 10 e 13 de outubro, em Feira de Santana, a 116 quilômetros Salvador. Um dos momentos mais esperados do evento é a eleição de 20 novos conselheiros de cultura (10 titulares e 10 suplentes) que ganharão vaga no Conselho Estadual de Cultura da Bahia (CEC). O modo como a eleição está sendo conduzida, no entanto, tem gerado uma série de divergências entre o Conselho e a Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA). 

Saiba mais no Portal do CEC. 

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Gaban diz que o Estado da Bahia está "quebrada"

Logo após o governo estadual anunciar um corte de gastos na máquina pública, a oposição dispara e considera a medida uma “maquiagem” do real orçamento do Estado. O deputado estadual Carlos Gaban (DEM) afirma, com base em documentos do Portal da Transparência e do site de finanças do próprio Executivo baiano (Fiplan) que “o Estado está quebrado” e “sem dinheiro para investir”. Em meio a críticas duras contra o antigo responsável pela Secretaria Estadual da Fazenda, Carlos Martins, a quem chega a chamar de “cínico”, Gaban aponta que atualmente a Bahia tem um débito de R$ 2,6 bilhões, além de apontar o uso ilegal de recursos de programas federais para cobrir gastos com pastas criadas “para acomodar adesistas”. O deputado também dispara contra o Tribunal de Contas do Estado, apontado como “conivente” com as supostas irregularidades cometidas pelo governo de Jaques Wagner. “É até um alerta: governador, o senhor não vai conseguir fechar suas contas no ano que vem. Se aprofunde mais nas discussões com os seus secretários. Pegue as informações reais. Não tem mais tempo para blefar. Pois, senão, quem vai ser prejudicado é Wagner, daqui a um ano e pouco”, disparou o parlamentar. 

sábado, 17 de agosto de 2013

(...)"Minha pegada é segura e eu sou parada dura, osso duro de roer"


Não se incomode com minha vida pra não esquecer da sua
De tanto você falar, de roer, de cutucar... já ta no mundo da lua

É que talento não se compra e pra quem tem é coisa rara
Pode até me copiar que eu não vou me incomodar
Respeito as cara

Minha pegada é segura e eu sou parada dura, osso duro de roer
Eu sou água de enxurrada, chuva forte, trovoada
E outro igual ta pra nascer

E nóis não meche com ninguém
Nem mete a mão em cumbuca
Quem mandou você brincar
Se arriscar de cutucar a fera com vara curta

É que nóis tava bem quietinho
Pra que tu veio mexer com nóis
Agora agüenta aí, vocês vão ter que me engolir
Só Deus cala a minha voz



(Só Deus cala a minha voz  de Kelvin do Acordeom)


Festa da Boa Morte será encerrada hoje

A Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte encerra neste sábado a  sua programação festiva anual, iniciada na última terça-feira. Hoje, como manda a tradição, as integrantes da irmandade oferecem para caruru e mungunzá para todos aqueles que comparecerem à sua sede no Largo d'Ajuda. O ultimo dia da programação também será marcado pela apresentação de um grupo de samba de roda no Largo d'Ajuda.





sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Prefeito inaugura Posto de Atendimento do CrediBahia



O prefeito Carlos Pereira ao lado da secretária da Assistência Social, Ana Cristina Soares, inaugurou agora há pouco, as instalações do Posto de Atendimento do CrediBahia de Cachoeira, situado na Rua 13 de Maio, 31, em frente a sede da Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte. O ato contou com as presenças de Olivía Santana, chefe de gabinete da SETRE(Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte), que representou o secretário Nilton Vasconcelos, Roaque Fagundes, assessor da presidência da Desenbahia(Agência de Fomento do Estado da Bahia S.A). Entre outras autoridades também compareceram vereadores e secretários municipais.

O CrediBahia é o Porgrama de Microcrédito do Estado da Bahia, com apoio do Sebrae e em parceria com aprefeitura de Cachoeira, votado para os empreendedores de micro e pequenos negócios que desejam ter sucesso.

O cédito é de R$ 200,00 a 10 mil, com a melhor taxa de juros do mercado e sem burocracia.

O ato ianugural foi precedido de uma audiência pública realizada na Câmara de Vereadores sobre o funcionamento do programa de microcrédito, onde também foi formalizado o convênio entre a prefeitura e o governo do estado, através da Setre para a implantação do serviço em Cachoeira.

O documentário Cuíca de Santo Amaro será exibido no auditório do Centro de Artes Humanidades e Letras da UFRB, amanhã, às 19. Entrada grátis. A obra é uma realização dos cineastas baianos Joel Almeida e Josias Pires, e conta a história do mais temido poeta de cordel da Bahia.

Audiophylia – Exposição Multissensorial no CAHL

Acontece de 20 a 30 de agosto no Centro de Artes Humanidades e Letras (CAHL) em Cachoeira – BA, a exibição do projeto Audiophylia – Exposição Multissensorial. A proposta apresenta um panorama histórico dos registros fonográficos analógicos, desde o período da gravação mecânica à elétrica. O trabalho também incentiva reflexões pertinentes aos conceitos de Audiofilia e Audiófilo, que remetem à incessante busca por uma reprodução o mais fiel possível de um determinado registro sonoro.
A exposição Audiophylia retoma a relação entre as artes gráficas e os discos de vinil; relacionamento antigo que tem origem nos selos dos discos e que nos remetem à pintura do Nipper; o fox terrier que desde 1900 se tornou a marca registrada da Victor Talking Machine Co. Também tem espaço para fenômenos de ressignificação mais recentes, como o sleeveface, fenômeno propagado na internet em que uma ou mais pessoas substituem partes do corpo por capas de vinis e registram através de fotografia.
Com mais de 300 capas de discos, dentre títulos lançados entre 1910 e 2010, a exposição traz exemplares originais dos formatos de 35 rpm, 45 rpm e 78 rmp. Do cilindro ao vinil, do fonógrafo de Thomas Edison ao primeiro disco gravado no Brasil, o Audiophylia busca resgatar a memória das Máquinas Falantes: Gramophones, Vitrolas, Radiolas e Toca-Discos e conferir - em um vídeo-documentário de 1942 - como eram fabricados os discos de 78 Rpm da RCA Victor.
PROGRAMAÇÃO EDUCATIVA

Oficina de Práticas de Conservação Preventiva e Reparadora de Acervos Fonográficos 20 de agosto de 2013 | 08h – 17h | 20 vagas | Atividade Gratuita


Laboratório de Conservação e Restauro - Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB - Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA) | inscrições no site: www.audiophylia.tk


Os pesquisadores Marcelo de Almeira (SP) e Rita de Cássia Doria (BA) apresentarão de forma teórica e prática as noções básicas de conservação preventiva e reparadora de acervos fonográficos, com um enfoque nos discos de vinil englobando principalmente a identificação dos sistemas de gravação e reprodução analógica (mecânica e elétrica); composição, higienização e acondicionamento dos suportes e reconstituição dos microsulcos dos discos de vinil.

Encontro “Mídia e Musica (MiMu/ UFRB)”, 20-21 de agosto de 2013 | 09h – 17h  |  Atividade Gratuita


Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB - Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA).

 
Atividade de apresentação do grupo de pesquisa em Experiência, Comunicação e Audioculturas, coordenado pelo professor Dr. Jorge Cardoso Filho (UFRB e Programa de Pós Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas, UFBA). Abrange palestras com professores convidados e apresentação de trabalhos, resultados das pesquisas no grupo e de disciplinas ministradas no CAHL.

Abertura do Encontro MiMu/UFRB, 20 de agosto de 2013 | 09h – 12h
Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB - Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA).
Palestra: Vínculos afetivos, música e estilo
Debatedores: Professora Dra. Renata Pitombo Cidreira (CAHL,UFRB e POSCULT, UFBA) e Bart Teixeira (Rapper, Movimento Hip Hop, Cachoeira/Muritiba).

Mesa de apresentação de trabalhos Encontro MiMu/UFRB, 21 de agosto de 2013 | 14h – 18h
Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB - Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA).

Abertura Oficial da Exposição Audiophylia - 20 de agosto de 2013 - 19h30
Auditório e Foyer do Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB
Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA) | Atividade Gratuita

Programação:

19h30 – Diálogos com a Equipe Curatorial
19h40 – Mesa Redonda “Conceitos e Técnicas de (re)produção do Suporte Sonoro Analógico” com a participação de pesquisadores convidados: Marcelo de Almeida (SP); Jorge Cardoso Filho (BA) e Claudio Manoel (BA)
20h40 – Coquetel de Abertura da Exposição Audiophylia e Lançamento do livro Práticas de escuta do Rock: experiência estética, mediações e materialidades da comunicação, de autoria do pesquisador Jorge L. C. Cardoso Filho.

Mesa de apresentação de trabalhos Encontro MiMu/UFRB, 21 de agosto de 2013 | 09h – 12h
Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB - Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA).
Tema: Estéticas e escutas

Encerramento do Encontro MiMu/UFRB, 21 de agosto de 2013 | 14h – 17h
Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB - Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA).
Palestra: Música, escuta e valor
Debatedores: Professor Dr. Thiago Soares (UFPB) e Professor Dr. Jorge Cardoso Filho (CAHL, UFRB e POSCOM, UFBA)

Oficina demonstrativa sobre Scratch - 21 de agosto de 2013 | 16h  | 20 vagas | Atividade Gratuita

 
Sala de Vídeo - Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB - Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA)  | inscrições no site: www.audiophylia.tk

Ministrada pelo soteropolitano DJ Môpa, do coletivo Pragatecno, essa oficina demonstrativa teórica e prática ensinará aos participantes as técnicas básicas do manuseio do vinil na picape, com foco no som arranhado produzido com os movimentos das mãos.
Feira de Discos de Vinil - 24 de agosto de 2013 | a partir das 15h
 
Pouso da Palavra – Praça da Aclamação, nº8 – Centro – Cachoeira (BA).
Entrada Gratuita
Evento voltado para a compra, venda e troca de LPs e Vitrolas ao som de discotecagens.
Visitas Mediadas à Exposição Audiophylia
De 20 a 30 de agosto de 2013
Foyer do Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB – Rua JJ Seabra, s/n – Centro – Cachoeira (BA).
Horário de Visitação: 9h às 22h.
Entrada Gratuita
 

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Biografa de Chico Pinto e Elsimar Coutinho estará na Flica



Ana Teresa Baptista estará na mesa junto a Regina Echeverria na festa literária

Duas biógrafas brasileiras estarão falando sobre como descrever a trajetória de personalidades públicas especialmente interessantes. Ana Teresa Baptista e Regina Echeverria estarão juntas, na quinta-feira, dia 24 de outubro, na Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) na mesa “Vidas Comuns, Vidas Notáveis”, que terá mediação de Jorge Portugal. No mesmo dia acontecem as mesas “Qualquer um poeta” com Elieser Cesar e Karina Rabinovitz e “1889 – Clientes, Coronéis e a República”, com os badalados escritores Laurentino Gomes e Eduardo Bueno.
Ana Teresa Baptista começou a sua vida profissional na TV Aratu, como repórter. Depois de uma rápida passagem pela TV Bandeirantes, foi trabalhar como jornalista do IBAMA e no jornal A TARDE. Ficou quase uma década nesses dois órgãos. Em 2009, apresentou para a Assembleia Legislativa da Bahia um projeto de biografias com nomes de ilustres baianos.
Para a Assembleia escreveu a biografia de Chico Pinto, este trabalho foi feito em três meses, que recebeu o titulo de "Chico Pinto - a voz que desafiou os ditadores". No livro a vida do político feirense, Chico Pinto, um dos baluartes da resistência ao governo militar, é apresentada de forma madura pela jornalista.
O segundo trabalho levou apenas seis meses para ser escrito. Trata-se da biografia de Elsimar Coutinho. Os livros foram lançados no fim do ano passado. Em “Elsimar Coutinho: o cientista que o mundo aplaude”, a escritora retrata a carreira e a vida de um dos mais conceituados cientistas da Bahia, Elsimar Coutinho. Nas 188 páginas observa-se um retrato minucioso, que descreve os oitenta anos de vida e os quase sessenta dedicados à pesquisa e à reprodução humana.
 A Flica - Entre os dias 23 e 27 de outubro acontece na cidade histórica do Recôncavo Baiano, a terceira edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica). O evento contará com nomes locais, nacionais e internacionais. A festa será gratuita e terá shows musicais, praça de alimentação e pela primeira vez uma programação voltada para o público infantil. O evento tem coordenação geral e realização da Icontent/Rede Bahia e de Marcus Ferreira, da CALI - Cachoeira Literária e tem o Vice-Presidente do Conselho de Cultura da Bahia, Aurélio Schommer e o escritor Emmanuel Mirdad, da Mirdad Gestão em Cultura, como curadores. 
 A Flica tem Patrocínio da Oi e Coelba, através do Fazcultura, uma parceria entre a Secretaria da Fazenda e Secretaria da Cultura, Governo do Estado da Bahia, Terra de Todos Nós. 

A Flica também já tem confirmado nomes como Laurentino Gomes, autor do best-seller “1808 - Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil” e Regina Echeverria, biografa de Elis Regina, Cazuza, Gonzaguinha, Gonzagão e José Sarney. O evento literário contará com a presença de autores baianos como Elieser Cesar, Karina Rabinovitz, Állex Leila, Tom Correia e a historiadora Maria Hilda Baqueiro Paraíso.

III Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial precede evento nacional em Brasília



De 28 a 30 de agosto, a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi-BA) realizará, em parceria com a sociedade civil, a III Conferência de Promoção da Igualdade Racial do Estado da Bahia (Conepir), no Gran Hotel Stella Mares, em Salvador.
Com o tema Democracia e Desenvolvimento sem Racismo: Por uma Bahia Afirmativa, a conferência pretende discutir mecanismos de participação da sociedade civil no monitoramento das políticas de Igualdade Racial e buscar arranjos institucionais que assegurem a sustentabilidade dessas políticas. Entra na pauta ainda a definição de estratégias de combate ao racismo institucional e a cobrança do cumprimento da Lei 10639/08, que determina o ensino de História da África e Cultura Afro-Brasileira nas escolas do Estado.

Coordenada pelo Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado da Bahia (CDCN-BA), a Conepir é parte preparatória e fundamental para a III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CONAPIR), que será realizada em Brasília, de 05 a 07 de novembro deste ano.  Ambos os eventos surgiram com a forte mobilização de movimentos da Bahia e atualmente contam com a participação efetiva da sociedade civil e de representantes de movimentos sociais, povos e comunidades tradicionais, inclusive quilombolas.
Participarão do evento, além de palestrantes e espectadores, 104 delegados da capital baiana e outros 287 que estiveram entre os meses de junho e julho nas conferências de 82 municípios da Bahia.
De acordo com a Comissão Organizadora Estadual, o evento, ao contrário dos anteriores, será um “fórum reunido para olhar os Planos, resultantes das últimas duas Conferências, para analisar as peças orçamentárias e diretrizes governamentais, observar os pactos estabelecidos e fazer um reposicionamento das políticas, projetos e ações, com metas, prazos e recursos, tendo como centro a promoção de um cenário favorável à democracia e ao desenvolvimento sem racismo”.
Há ainda um conjunto de demandas relativas à efetividade das políticas de promoção da igualdade que passam pela necessidade de acordos entre as gestões municipais e a sociedade civil. Entre os objetivos, está o de garantir elementos básicos para criação dos mecanismos necessários a um Sistema Municipal de Igualdade Racial, tipo o SUS e O SUAS (Assistência Social).
As inscrições para participar do evento devem ser feitas através do endereço eletrônico www.conepir.com.br .


Composição da Comissão Organizadora
Governo do Estado
Elias de Oliveira Sampaio (SEPROMI)
Teresa Espírito Santo (SEPROMI)
Danilo Souza Xavier (SETRE)
Jaime Pinto Ramalho Neto (SSP)
Silvana Santos Bispo (SEC)
Jamile de Jesus Santos (SJCDH)
Trícia Viviane Lima Calmon (SEPROMI)

Sociedade Civil / Segmento
Vilma Reis (Antropologia)
Raimundo Konmannanjy (Povos de Terreiro)
Carmem Félix (Sociologia)
Hamilton Oliveira (Juventude Negra)
Valter Crispim ( Irmandades Seculares)
Eunice Martins (OAB-BA)
Paulo Nascimento (Blocos Afro)

Travessia das Artes passará por três comunidades ribeirinhas das cidades de Cachoeira, Maragojipe e São Félix.


A partir do dia 19 de Julho um grupo de artistas, contadores de história atracará nas margens de três comunidades ribeirinhas do rio Paraguaçu, no Recôncavo da Bahia, levando mais arte e cultura ao cotidiano dessas comunidades. É o projeto Travessia das Artes, da Casa de Barro, premiado pelo Calendário das Artes, que propõe a exibição e montagem de espetáculos a partir da investigação da memória oral nas comunidades do Pilar, em São Félix, Santiago do Iguape, em Cachoeira, e Ponta de Souza, em Maragojipe. O grupo passará três dias em cada comunidade, onde desenvolverão oficinas de dança, contação de história, e memória oral finalizando com a montagem de espetáculo com cada comunidade. A chegada será pelo rio, feita em saveiros, em analogia à travessia que trouxe os africanos ao Recôncavo e será marcada pela apresentação do espetáculo Travessias da Memória, cujo enredo está ligado a chegada do africanos e suas histórias. Após a apresentação e nos dias seguintes serão desenvolvidas as oficinas para a montagem do espetáculo local.
De 19 à 21 de Julho o Travessias das Artes irá ancorar na Fazendo do Pilar, as 17 horas, na localidade da Lavandeira. No dia 02 de Agosto chega ao Iguape na frente da Igreja de São Tiago, onde fica até o dia 04, sempre no mesmo horário às 17 horas; E de 09 à 11 de Agosto o Travessia das Artes vai atracar em Ponta de Souza. Finalizando o projeto as atividades serão desenvolvidas também no porto de São Félix, dia 17 de Agosto com as oficinas e 18 com a apresentação do espetáculo Travessia da Memória e exposição fotográfica do trabalho desenvolvido nas comunidades.
A proposta é proporcionar a fruição da arte e da cultura para estas comunidades, estimular o desenvolvimento de formas de fazer arte e cultura a
partir dos bens locais e provocar a investigação e valorização da memória oral do território sob metodologias arte-educativas. Tendo os artistas viajantes, crianças, adolescentes e comunidade como personagens centrais, as histórias orais e memórias do lugar se transformarão em enredo principal na contação de outras histórias.(fonte: Casa de Barro)