sábado, 27 de dezembro de 2014

Esculpindo Tradições em Cachoeira



Projeto Esculpindo Tradições promove oficinas de técnica de escultura em madeira






Dando prosseguimento ao  cronograma de atividades do Projeto Esculpindo Tradições, tendo à frente o  escultor cachoeirano Carlos Alberto Dias do Nascimento, mais conhecido como Fory, selecionado nos editais do CCPI (Centro de Culturas Populares e Identitárias), vinculado à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, realizou mais uma etapa de oficinas de técnicas de escultura em madeira.
Segundo Fory, "para a perpetuação de um saber-fazer tradicional, com a formação de novos aprendizes, o projeto Esculpindo Tradições teve como proposta a realização de oficinas práticas (100h), nas quais os participantes aprenderão as técnicas para a manipulação de ferramentas e criação artística de esculturas em madeira, bem como ações de cunho reflexivo e teórico-prático, como palestras e capacitação temática para a gestão de empreendimentos culturais e coletivos (30h)".
Foram realizadas duas palestras de 1h20min  sobre a cultura e suas tradições como capital simbólico de potencial para a promoção do desenvolvimento local (“Cultura, Tradições e Desenvolvimento Local”) e sobre o artesanato, especialmente de madeira, e desenvolvimento sustentável visto a utilização de recursos naturais na produção das peças (“O Artesanato em Madeira e Desenvolvimento Sustentável”).
A capacitação temática em gestão se integra no objetivo da articulação da rede de trabalho coletivo e cooperação cultural e será direcionada para este fim. Com ementa que integra gestão de negócios criativos, empreendedorismo cultural, redes de desenvolvimento, comunicação e imagem mercadológica, economia criativa e solidária, esta capacitação terá carga horária de 30h realizadas sob metodologia teórico-prática, contextualizada e com fins a provocar a articulação grupal, ressignificar (ou sensibilizar) posturas, rompendo com a lógica individualista estabelecida, estimulando novas formas de trabalho e cooperação.
As atividades foram desenvolvidas em regime intensivo, sendo que iniciado o processo este se perenizará, tendo multiplicadores e o próprio artista/oficineiro disponível à continuidade com o grupo. O público alvo foram jovens e adultos (com idade a partir de 16 anos) de Cachoeira e cidades vizinhas. Foram oferecidas 20 vagas gratuitas. Este primeiro grupo também se comprometerá em ser multiplicador para outros interessados ou para oficinas de formação que possam ocorrer futuramente.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Atenção Contribuinte Cachoeirano de IPTU, ISS e TFF





     Aproveite para quitar seu débito de impostos e taxas com a prefeitura referente aos anos de 2009, 2010, 2011, 2012 e 2013 com 100% de anistia de multa e juros até o dia 23 de dezembro de 2014, compareça ao setor de tributos e preencha seu requerimento para obter os benefícios da lei e lembre-se, esta é sua última chance, pois depois seu nome vai ao o Fórum Municipal para execução fiscal dos débitos, gerando despesas judiciais e advocatícias para você, portanto aproveite e deixe seu nome limpo com a Fazenda Pública Municipal e tenha sua CND – Certidão Negativa de Débitos Municipais, sabendo que esta é uma exigência da LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal e do TCM – Tribunal de Contas dos Municípios alheios à vontade do gestor(a). Ligue para o setor de Tributos: 75 3425 1390.

Prefeitura Municipal de Cachoeira
Cidade Heroica e Monumento Nacional – Nosso Trabalho é Cuidar de Você!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Milhares de romeiros e moradores de São Félix sobem a Ladeira dos Milagres para reverenciar Santa Bárbara




Milhares de pessoas, na sua maioria com roupas na cor vermelha, subiram  neste domingo,  7 de dezembro, a Ladeira dos Milagres, na cidade de São Félix, para render homenagens a Santa Bárbara, um das santas mais populares entre os católicos brasileiros. A igreja dedicada a santa ficou lotada de fiéis para assistir a missa festiva. Em seguida, os devotos participaram da procissão como andor com a imagem de Santa Bárbara cuidadosamente decorado com flores brancas e vermelhas.

 A movimentação na Ladeira dos Milagres começou logo nas primeiras horas da manhã, com a chegada dos romeiros vindos de diversas cidades da região e até da capital. Muitos foram pagar promessas e agradecer pedidos atendidos à Santa. A  fonte dos Milagres, onde brota água de dentro de rochas, que os fiéis atribuem poderes curativos, foi um dos locais mais concorridos. As pessoas enfrentavam filas para lavar, o rosto, beber a água e também levar um pouco para casa, numa grande demonstração de fé.

O prefeito Duda Macedo ao lado de secretários, assessores e populares, participou de todos atos religiosos, que de acordo com os organizadores da festa, reuniu,neste domingo, cerca de seis mil pessoas. Os romeiros contribuíram para aumentar o movimento nos  restaurantes, bares e lanchonetes da cidade durante todo o dia de ontem. Aproximadamente 50 ônibus transportaram os devotos. A cidade viveu um domingo de grande movimento.

O trabalho de revitalização da festa de Santa Bárbara começou no ano passado com o apoio da administração do prefeito Duda Macedo. "Este ano o trabalho da prefeitura foi redobrado para devolver o brilho e da festa e a importância que  a manifestação tem para a religiosidade e a cultura de São Félix", disse o prefeito Duda Macedo ao comentar o êxito do evento. Semanas antes da festa, a prefeitura, através da Secretaria de Obras e Infraestrutura, realizou um intenso trabalho de benfeitorias na Ladeira dos Milagres, com reforma e pintura da fonte  e da Igreja de Santa Bárbara, além da construção de um sanitário nas dependências do templo. Para a festa que durou quatro dias(de 4 a 7 de dezembro), a prefeitura instalou gambiarras, palco para apresentações das atrações e garantiu todo apoio  logístico ao evento.

sábado, 22 de novembro de 2014

Escolas encerram programas Mais Educação e Mais Cultura com apresentações





O encerramento das atividades dos Programas Mais Educação e Mais Cultura foi marcado por apresentações  de dança, música, capoeira e um festival de comidas típicas, na Casa da Cultura Américo Simas, na manhã de ontem. O evento reuniu alunos, gestores, educadores e pais das escolas que aderiram aos programas este ano.  A escola Núcleo II José João da Silva, da comunidade do Escônço, na zona rural do município mostrou no palco o resultado das ações desenvolvidas com os alunos nas oficinas de dança, capoeira e música percussiva.

A abertura do evento que contou com a presença do secretário de Educação do município Eliton Lafite  e de coordenadores pedagógicos da rede de ensino, ficou por conta do Jogral tendo como tema a importância do saber e da cultura, com o grupo da Brinquedoteca. Em seguida, foi a vez dos números de dança com alunas da oficina dirigida pelo professor  Edson Bispo. Após as coreografias das alunas, foi a vez da mostra do grupo de percussão.

 As apresentações foram encerradas com uma roda de capoeira, que além dos alunos do programa reuniu  grupos de Cachoeira, Salvador e  de Feira de Santana, á convite do professor Luizinho. Durante as apresentações foram servidos para os presentes acarajé, abará e caldo de sururu, representando o resultado da oficina de culinária afrobaiana  do Programa Mais Cultura e coordenada na Escola José João da Silva pelo babalorixá Idelson Sales.

Para o secretário Eliton Lafite, o evento  de ontem serviu para simbolizar os avanços obtidos durante este ano na Educação. “Caminhamos a passos largos, com conquistas significativas, a exemplo da adesão aos Programas Mais Educação e Mais Cultura, o fortalecimento das parcerias com os governos federal e estadual, o que possibilitou melhorias na qualidade do ensino nas escolas municipais”, ressaltou o secretário. Ainda segundo ele, o ano para a Educação no município, foi marcado pela melhoria da infraestrutura  da rede de ensino. “Conseguimos a reforma e ampliação de prédios escolares, aquisição de três novos ônibus para o transporte escolar e temos a previsão de chegada de mais dois, além da construção de uma creche modelo no bairro Salva Vidas e recursos para a cobertura da Quadra de Esportes da Escola Duque de Caxias e a construção de uma nova na comunidade do Pilar, para o próximo ano”.

As professoras da Escola José João da Silva, Maria Rosana Santos da Silva Oliveira e Rita de Cássia Araújo Conceição, que acompanhavam seus alunos, concordam que  as atividades desenvolvidas na escola no turno oposto ao das aulas regulares estão contribuindo para a melhoria do  aprendizado  e no relacionamento no ambiente escolar. “As crianças estão mais atentas, interagindo muito mais a partir da realização das oficinas”, elas afirmam. A diarista Márcia Souza dos Santos, mãe do aluno Maurício Souza dos Santos da Silva, 7 anos,  do grupo de capoeira da escola, diz que o filho  depois que iniciou a prática esportiva  está mais desenvolvido e interessado nos estudos. “Acho que esse programa está ajudando a melhorar o conhecimento dele. Agora, ele conversa mais  e quer saber de todos os assuntos”,  relata com orgulho.


Sete escolas da rede municipal aderiram ao Programa Mais Educação em parceria com o governo federal, mas este ano, as atividades foram iniciadas em cinco unidades: Carlos Marques, Deiró Lefundes, Duque de Caxias, José João da Silva e General Flamarion. Em 2015, além destas terão atividades do Programa Mais Educação as escolas  Balão Mágico e Dr. Arlindo Rodrigues. As escolas José João da Silva e Balão Mágico também aderiram ao Programa Mais Cultura.




O encerramento das atividades dos Programas Mais Educação e Mais Cultura foi marcado por apresentações  de dança, música, capoeira e um festival de comidas típicas, na Casa da Cultura Américo Simas, na manhã de ontem. O evento reuniu alunos, gestores, educadores e pais das escolas que aderiram aos programas este ano.  A escola Núcleo II José João da Silva, da comunidade do Escônço, na zona rural do município mostrou no palco o resultado das ações desenvolvidas com os alunos nas oficinas de dança, capoeira e música percussiva.
A abertura do evento que contou com a presença do secretário de Educação do município Eliton Lafite  e de coordenadores pedagógicos da rede de ensino, ficou por conta do Jogral tendo como tema a importância do saber e da cultura, com o grupo da Brinquedoteca. Em seguida, foi a vez dos números de dança com alunas da oficina dirigida pelo professor  Edson Bispo. Após as coreografias das alunas, foi a vez da mostra do grupo de percussão.
 As apresentações foram encerradas com uma roda de capoeira, que além dos alunos do programa reuniu  grupos de Cachoeira, Salvador e  de Feira de Santana, á convite do professor Luizinho. Durante as apresentações foram servidos para os presentes acarajé, abará e caldo de sururu, representando o resultado da oficina de culinária afrobaiana  do Programa Mais Cultura e coordenada na Escola José João da Silva pelo babalorixá Idelson Sales.
Para o secretário Eliton Lafite, o evento  de ontem serviu para simbolizar os avanços obtidos durante este ano na Educação. “Caminhamos a passos largos, com conquistas significativas, a exemplo da adesão aos Programas Mais Educação e Mais Cultura, o fortalecimento das parcerias com os governos federal e estadual, o que possibilitou melhorias na qualidade do ensino nas escolas municipais”, ressaltou o secretário. Ainda segundo ele, o ano para a Educação no município, foi marcado pela melhoria da infraestrutura  da rede de ensino. “Conseguimos a reforma e ampliação de prédios escolares, aquisição de três novos ônibus para o transporte escolar e temos a previsão de chegada de mais dois, além da construção de uma creche modelo no bairro Salva Vidas e recursos para a cobertura da Quadra de Esportes da Escola Duque de Caxias e a construção de uma nova na comunidade do Pilar, para o próximo ano”.
As professoras da Escola José João da Silva, Maria Rosana Santos da Silva Oliveira e Rita de Cássia Araújo Conceição, que acompanhavam seus alunos, concordam que  as atividades desenvolvidas na escola no turno oposto ao das aulas regulares estão contribuindo para a melhoria do  aprendizado  e no relacionamento no ambiente escolar. “As crianças estão mais atentas, interagindo muito mais a partir da realização das oficinas”, elas afirmam. A diarista Márcia Souza dos Santos, mãe do aluno Maurício Souza dos Santos da Silva, 7 anos,  do grupo de capoeira da escola, diz que o filho  depois que iniciou a prática esportiva  está mais desenvolvido e interessado nos estudos. “Acho que esse programa está ajudando a melhorar o conhecimento dele. Agora, ele conversa mais  e quer saber de todos os assuntos”,  conta.
Sete escolas da rede municipal aderiram ao Programa Mais Educação em parceria com o governo federal, mas este ano, as atividades foram iniciadas em cinco unidades: Carlos Marques, Deiró Lefundes, Duque de Caxias, José João da Silva e General Flamarion. Em 2015, além destas terão atividades do Programa Mais Educação as escolas  Balão Mágico e Dr. Arlindo Rodrigues. As escolas José João da Silva e Balão Mágico também aderiram ao Programa Mais Cultura.


sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Tribunal de Contas dos Municípios julga improcedente denúncia do vereador Paulo Leite contra o prefeito de Cachoeira




 O Tribunal de Contas dos Municípios considerou improcedente a denúncia de Nº 31917-14 formulada pelo vereador Paulo Cézar Reis Leite, que acusou o prefeito de Cachoeira, Carlos Menezes Pereira, de utilizar o montante de R$ 45.055,00  do Fundo Municipal de Saúde  na compra de materiais para a Secretaria de Saúde do Município sem a  devida comprovação dos serviços no exercício de 2013. O prefeito Carlos Pereira recorreu da decisão anterior do processo então deliberado como procedente pelo relator conselheiro José Alfredo Rocha Dias, em setembro passado.

No julgamento do Processo nº 12742-14 -  Pedido de Reconsideração à Deliberação, referente à Denúncia nº 31917-14, o conselheiro relator José Alfredo Rocha Dias, modificou o seu voto, propondo a revogação da deliberação anterior, para a emissão de outra, desta vez pela improcedência da denúncia de autoria do vereador Paulo Cézar reis Leite. Votaram com o relator os conselheiros: Raimundo Moreira, Paolo Marconi, Plínio Carneiro Filho e Mário Negromonte. Ato: Deliberação nº 12742-2014.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Morre Paulo Cruz, o símbolo máximo dos folguedos da Festa da Ajuda


Morreu há cerca de uma hora, o cachoeirano Paulo Cruz, criador da Fundação Cultural Maria América Cruz. Era um devotado pelas tradições populares de sua terra
natal. Paulo Cruz participava ativamente dos festejos em louvor à Nossa Senhora da Ajuda e lutava pela preservação de suas origens. Durante a realização da 4ª FLICA- Festa Literária Internacional de Cachoeira, abriu a sede da Fundação Maria América Cruz para lançamento de livros, exposições entre outras atividades. Havia se transferido para Salvador com a família há décadas, mas nunca abandonou Cachoeira. Encontrava-se na cidade para participar da Festa da Ajuda, da qual foi juiz. Era presença marcante no Terno da Alvorada com os seus multicoloridos pierrôs. Deixa muitas saudades e recordações. O horário e o local do sepultamento ainda não foi divulgado. O corpo encontra-se no Necrotério da Santa Casa de Misericórdia.